07.05.14 • Em Comportamento

Faça uma rápida retrospectiva mental da sua vida. Quantos planos você já deixou para trás? Queria aprender um idioma e parou no meio do curso (ou sequer começou)? Começou a guardar dinheiro para fazer uma grande viagem e depois de alguns meses desistiu? Deu início a um negócio de forma modesta mas perdeu a vontade de continuar? Abandonou a dieta e a academia?

Não é tão grave se você desistiu de um projeto ou outro ao longo da vida. As circunstâncias mudam, nós mudamos e às vezes é preciso deixar algumas coisas para trás para seguirmos em frente. Mas pare um pouco e verifique com que frequência isso acontece. Compare a lista de coisas que realizou com a de planos que abandonou. Levou um susto?

14 motivos pelos quais seus planos nunca dão certo

Estes são os principais motivos pelos quais as pessoas abandonam seus planos de realizar aquilo que querem e sonham. Veja se você se identifica com algum:

1) Você desiste

Este, é claro, é o principal motivo para os seus planos não se realizarem. Você só pode dizer que algo não deu e não dará certo quando desiste de tentar conquistá-lo. É fácil se acostumar a desistir de tudo e não ver mais isso como um problema. Torna-se normal desistir. Na maioria dos casos, as pessoas desistem de seus planos quando passam por um momento de desânimo e baixa energia, geralmente ainda no início. Por falta de paciência e fé, ou por não acreditarem em si mesmos, deixam de crer na possibilidade de realização e abandonam tudo.

O que fazer? Em primeiro lugar, aceite que você está se sentindo mal no momento e lembre-se que não vai ficar assim para sempre. Não jogue tudo para o alto, apenas aguente e espere passar. Para encontrar forças nos momentos em que o desânimo e a vontade de desistir aparecem, pense que estes sentimentos estão ali para te testar. Se você for forte o suficiente para prosseguir apesar deles, o caminho continuará se abrindo. Se não, perde tudo o que já construiu.

2) Você não sabe esperar

As coisas levam tempo para acontecer, e quase sempre esse tempo é muito maior do que você previu quando resolveu dar início ao seu plano. Grandes mudanças ou conquistas levam tempo. É preciso estar ciente disso desde o começo, mas sem se apegar demais a esta questão. Fazer do tempo uma obsessão torna as coisas muito mais difíceis.

O que fazer? Paciência, confiança e persistência. Você vai precisar exercitar estas três virtudes e encontrá-las dentro de você. Para a paciência, lembre-se que, quando seu objetivo se realizar, vai valer a pena ter esperado. A confiança precisa estar presente para você acreditar que é capaz de conquistar o que deseja e que já está no caminho, isso ajuda a conter a ansiedade. E a persistência, que é fundamental para que você não deixe esfriar a sua vontade e continue trabalhando por ela.

Você não sabe esperar

3) Você depende demais dos outros

Se o objetivo é seu, entenda que você é o único que deve estar verdadeiramente interessado em realizá-lo. Pare já com essas ideias de “eu só faço se tiver companhia”, “vou precisar de alguém que saiba fazer isso” ou “não dá pra fazer tudo sozinho”. Dependência é o vício dos acomodados.

O que fazer? Se o problema é precisar de alguém para te dar ânimo, aprenda a ser uma boa companhia para si mesmo e se auto-incentive. Se não sabe fazer algo, aprenda. Se não consegue fazer várias coisas ao mesmo tempo, faça uma por vez. Isso não significa que você nunca deve pedir ajuda, muito pelo contrário. Mas precisa estar preparado para ser auto-suficiente e tomar a iniciativa quando não houver ninguém para te ajudar.

4) Você desanima no primeiro obstáculo

Se você pretende conquistar algo novo, vai ter que seguir por caminhos novos e ultrapassar barreiras que nunca ultrapassou antes. Obstáculos fazem parte deste processo, e eles vão surgir dentro e fora de você. Medo, dúvidas e insegurança são alguns dos obstáculos internos, enquanto críticas, tentações e contratempos são algumas das barreiras externas mais comuns.

O que fazer? Obstáculos existem para você superá-los, não para ser derrubado por eles. Quando o primeiro surgir, esteja determinado a ser forte e passar por ele sem desistir, custe o que custar. Você vai descobrir uma capacidade de superação até então desconhecida e se sentirá mais confiante diante dos próximos.

5) Você não acredita em si mesmo

Autoconfiança é uma das qualidades mais importantes e necessárias para conquistar o que quer que você deseje. Não é possível realizar algo se você não consegue acreditar que é capaz de fazê-lo. Confiar em si mesmo é o que te dá ânimo para começar e vontade para continuar fazendo o que for preciso para seguir em frente, até o final.

O que fazer? Se não consegue acreditar que já é capaz de fazer determinada coisa, então comece acreditando que pelo menos é capaz de aprender. Então dê-se um tempo para entender melhor como fazer para chegar aonde quer e sentir-se confiante o suficiente para começar a fazê-lo. Mas não se esqueça de que você nunca iniciará algo fazendo-o com perfeição e que o aprendizado e o crescimento fazem parte do processo.

6) Você ouve mais aos outros do que a si mesmo

“Pessoas com medo de seguir seus próprios sonhos vão tentar desencorajar os seus”. Não encontrei o autor da frase, mas não é preciso dizer muito mais do que isso. Por melhores que sejam as intenções das pessoas, interferir nos sonhos dos outros tentando desencorajar ou dizer o que devem fazer raramente ajuda de verdade.

O que fazer? Aqui vale aquele conselho clichê, mas muito valioso: siga seu coração. Está é a sua vida, este é o seu objetivo, e é você quem irá viver a sua realização ou a frustração de não ter tentado. Quando se trata de sonhos, não permita que ninguém diga que você não pode realizar os seus ou tente interferir no caminho que você está construindo (e também não faça isso com os outros).

7) Você acha que as coisas deveriam ser fáceis

Eu sei que parece que foi tudo muito simples e fácil para as pessoas que já conquistaram o que você deseja. Também sei que você acha que, se está tão difícil para você, é sinal de que não vai conseguir e não vale a pena continuar. Pode ser que para algumas pessoas realmente tenha sido fácil (será mesmo?), mas há muito mais gente que só conseguiu suas conquistas com muito suor, esforço, persistência e dedicação. E pode ter certeza que elas não se arrependem disto.

O que fazer? Pare de olhar apenas para o cansaço e comece a enxergar e sentir a alegria de estar no caminho. O resultado final é importante, mas se você conseguir crescer, sentir-se feliz e ver o que há de bom durante o processo em busca da realização, mesmo com as dificuldades, ele será muito mais bem aproveitado.

Você acha que as coisas deveriam ser fáceis

8) Você é pessimista

Seus projetos de vida envolvem resultados que trarão coisas positivas para você, certo? Então como pode achar que vai conquistar algo positivo agindo e pensando negativamente?

O que fazer? Não é difícil ser otimista, mesmo que você ainda seja um pessimista de carteirinha. Comece parando de pensar que tudo vai dar errado. Ainda que não consiga acreditar efetivamente que vai dar tudo certo, ficar neutro abre espaço para você começar a adquirir bons pensamentos aos poucos. Faça um esforço e pense em coisas boas, que te deixam feliz. Pense naquilo que quer com fé. Pare por alguns segundos e peça por aquilo que deseja acreditando na possibilidade de acontecer. Vá exercitando o otimismo e vai ver como tudo começa a mudar, dentro e fora de você.

9) Você nunca fica contente

Não há problema nenhum em acreditar que você pode ir mais longe do que já foi e ter vontade de conquistar mais do que já conquistou. É isso o que nos impulsiona para crescermos, continuarmos aprendendo e fazermos coisas cada vez melhores. Mas é importante também dar um tempo a si mesmo para comemorar seus avanços, mesmo os pequenos passos que você dá. Se ficar focado somente no que não tem, nunca sentirá satisfação e alegria no caminho em direção à conquista, porque sempre haverá algo que te deixará descontente por ainda não tê-lo.

O que fazer? Simples: planeje o futuro, mas não se esqueça de ser feliz no presente e aproveitar as alegrias que a busca pelo seu objetivo te traz. Comemore qualquer avanço que obtiver, reconheça sua força de vontade, sinta orgulho de si mesmo e o mais importante: divirta-se!

10) Você não se motiva

É difícil manter-se motivado durante 100% do percurso, principalmente se seu objetivo levará tempo para ser realizado. Por isso é importante, antes de tentar motivar-se, aprender a aceitar os momentos em que a falta de ânimo surgir. E é fundamental que você saiba se motivar e faça isso sempre, mesmo quando já estiver se sentindo animado e determinado. O principal benefício da motivação é fazer você se sentir feliz no momento presente, pois ela torna a busca pelos seus objetivos uma tarefa prazerosa e imediatamente satisfatória.

O que fazer? Lembre-se dos motivos que te fizeram começar a buscar seu objetivo, veja até onde já chegou, imagine-se na situação de ter seu plano realizado e aproveite a sensação. Encontre prazer em colocar seu plano em prática e ofereça a si mesmo momentos de inspiração. Ouça, assista ou leia histórias de quem conseguiu o que você quer. Diga a si mesmo por que você quer tanto isso e convença-se de que vale a pena.

11) Você não sabe o que quer

Ta aí uma coisa que destrói aos poucos a sua motivação. Sem saber o que quer, você entra em uma busca infinita por inúmeros planos diferentes e acaba desistindo de todos. Então começa a achar que há algo de errado com você e que nunca conseguirá nada. Na verdade, você pode conseguir o que quiser, mas não sem antes conhecer muito bem a si mesmo.

O que fazer? Antes de traçar um plano, trabalhe seu autoconhecimento para entender-se melhor, ter certeza do que quer e não ficar correndo atrás de objetivos que logo vão deixar de ser a sua vontade. Não há nenhum problema em começar a buscar algo e perceber que não era bem aquilo que você queria, mas desistir muitas vezes seguidas pode diminuir a sua motivação. É melhor tirar um tempo para se conhecer antes de começar. Não tenha pressa. Conheça, experimente, pesquise e leia sobre tudo o que puder. Faça listas sobre você mesmo, passe um tempo sozinho, questione-se, teste-se. Quando for a coisa certa, você vai saber.

12) Você tem medo de dar o próximo passo

Quando você tem um plano, uma vontade de fazer algo grande ou algo importante que quer muito ver realizado, em algum momento terá que dar um grande passo que envolve mudanças, incertezas, riscos, insegurança e todos os outros sentimentos que resultam no medo. Todo mundo que já fez algo grandioso, transformou a própria vida ou realizou um sonho passou por isso. Se quiser entrar para o grupo, você também terá que passar.

O que fazer? Quando chegar a hora de escolher entre seguir em frente ou abandonar tudo, recuse-se a desistir. Esqueça que existe esta opção. Vá com medo. Vá com a incerteza. Vá sem saber se é ou não um grande risco. Aceite a mudança. É hora de ter coragem. A vida é muito curta para você não dar o próximo passo.

Você tem medo de dar o próximo passo

13) Você conta seus planos para todo mundo

Ninguém sabe exatamente o porquê, se é o tal “olho gordo” que, mesmo sem intenção, as pessoas colocam em você quando ficam sabendo que você está correndo atrás de um objetivo, ou se é porque você se acomoda depois de contar seus planos para outra pessoa. Independentemente do motivo, já virou uma crença e há quem acredite que quando você conta seus objetivos para os outros eles não dão certo. Apesar de não ter uma boa explicação, já percebi isso acontecer comigo e já ouvi outras pessoas dizerem o mesmo, então não custa deixar a dica para prestar atenção e observar se acontece o mesmo com você.

O que fazer? A não ser que seus planos incluam a participação de outra pessoa, guarde-os o máximo que puder para si mesmo ou, pelo menos, divida com o mínimo de pessoas possível. Veja seu objetivo como algo muito valioso que você deve manter em um lugar seguro, e vá trabalhando nele sem precisar sair contando para todo mundo. Melhor prevenir do que remediar!

14) Você não é flexível

As coisas não precisam sair exatamente do jeito que você planejou para darem certo. Quase sempre é preciso fazer alguns ajustes, alterar um pouco a perspectiva, tentar alternativas… se você não for flexível pode dificultar muito as coisas e desperdiçar a chance de conseguir o que quer de uma forma ainda melhor.

O que fazer? Você precisa aprender a ser mais aberto (e isso vale para tudo na vida). Não significa que deve sair totalmente da sua rota, mas, se surgir uma chance de fazer algo diferente, tente! Não se feche para nenhuma ideia, tudo é válido e você sempre pode aprimorar o que está fazendo, mas precisa começar a aceitar as oportunidades que surgem, porque elas com certeza estão ali por algum motivo, seja para abrir caminhos, oferecer algum aprendizado, tornar você mais forte ou facilitar a sua busca, mesmo que você não consiga compreender e enxergar isso imediatamente.

Fotos: 1234



Curta o Desassossegada no Facebook para acompanhar todos os posts e novidades do blog!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Postado por Stephanie Gomes

Comente usando seu Facebook





18 Comentaram para “14 motivos pelos quais os seus planos nunca dão certo”


G
1. Diego
10/05/2014 às 10:55

Muito bom seu post, espero poder aplicar em minha vida cada conselho seu é muito bom poder ter alguém para nos dar um “click” quando desistimos de algo que quero muito.

Obrigado!


G
2. Stephanie
10/05/2014 às 16:12

Que bom que gostou, Diego!

Às vezes a gente precisa de alguém que nos dê essa luz mesmo, que bom que pude fazer isso por você.

Beijos e volte sempre 🙂


G
3. charlene
10/05/2014 às 20:26

gostei muito do seu post,me deu mais claridade nos meus objetivos,parabéns!


G
4. Stephanie
11/05/2014 às 00:43

Que bom saber que ajudei de alguma forma, Charlene!

Obrigada e espero te ver sempre por aqui 🙂


G
5. marelena
16/05/2014 às 23:55

Suas dicas foram muito valiosas para mim e creio que para outras pessoas também, obrigada, gostei muito da sua página!


G
6. Stephanie
17/05/2014 às 08:37

Obrigada Marelena!


G
7. Rozalba G. Herdy
16/12/2014 às 10:40

Muito boas as dicas. Não são exatamente novidades, mas esquecemos de colocá-las em prática. Essas observações são realmente muito boas, pois ajudam a melhorar o nosso eu. Vi aí muitos lembretes que já ouvi nas “Oficinas de Oração e Vida”.


G
8. ester
03/09/2015 às 08:38

ola
Obrigada pela tua existencia, eu precisava de ouvir, saber e levantar a cabeça para continuar a caminhar sem receios e nem desistencias daquilo que sonhei e tracei para o meu futuro incluindo a minha familia.


G
9. Stephanie
03/09/2015 às 20:06

Obrigada pelas palavras, Ester! Que bom que pude te ajudar a reagir positivamente. Muita força para você!

Beijos


G
10. vanessa
19/11/2015 às 22:56

Parabéns pelo texto, pelas palavras sábias e instigantes. Tenho certeza que vc é uma pessoa muito abençoada para transmitir tantas coisas incríveis nos seus textos. Me identifico com tudo que vc escreve. Deve ser ótimo ter uma amiga como vc com conselhos tao bons e verdadeiros! =D
Parabéns mais uma vez e obrigada!


G
11. Stephanie
20/11/2015 às 12:50

Muito obrigada pelo carinho, Vanessa! Fico feliz em saber que você se identifica com meus textos 🙂


G
12. Mirelly
15/01/2016 às 10:38

Nossa, como foi bom ter lido esse post, amei de coração espero que continue assim com esses conselhos maravilhosos e de gande valia!!Beijos


G
13. Stephanie
20/01/2016 às 20:15

Que bom que gostou, Mirelly! Muito obrigada pelo carinho!

Beijos


G
14. Gabriel Afonso
21/01/2016 às 07:58

Na verdade são observações imprescindíveis,para tudo o maior potencial vive dentro nós mesmos. As vezes é preciso um pequeno imporão para desperta-lo. E és ai as dicas. Obrigado por me fazer lembrar.


G
15. marcos aurelio
11/05/2016 às 09:06

Maravilha em moça esse teu post,era o gás que precisava para continuar na caminhada.


G
16. Andreia
12/06/2016 às 19:49

Procurei essas palavras na hora certa,hoje fui fazer prova e errei o intinerario,conclusão não fiz a prova por não ter dado tempo.Fiquei pensando, porque não sei certo?


G
17. VIVIANE
24/03/2017 às 11:41

que palavras simples, suave e repetitivas para se aplicar na vida…repetitivas por que eu sei de tudo isso, mas deixo para lá e vou seguindo a vida, arrastando, devagar, parando, seguindo…e sem sair do lugar!mas para um bom aprendizado é preciso a repetição, repetir sempre as mesmas lições, para que nossa mente grave e se lembre quando precisar dela!mas de que adianta ir ao médico, receber o diagnostico, comprar os remedios e tomar tudo errado, fora da hora e sem seguir a receita?? vc só alimentará mais a doença…e no final terá que mudar de receita por que seu organismo não reaje mais com os remedos receitados…bem assim, aprender e praticar!


G
18. Stephanie
27/03/2017 às 07:10

Perfeito seu comentário, Viviane! Conhecimento sem ação não significa nada!

Beijos!



Comentar

Nome:

Email:

Site/Blog: