21.03.16 • Em Atividades, Experiências

Quando foi a última vez que você fez algo pela primeira vez? Quando foi a última vez que você se abriu para algo novo? Quando foi a última vez que passou por cima de um preconceito? Quando foi a última vez que encarou um medo?

5 maneiras desconfortáveis de sair da zona de conforto

Experimentar coisas e situações diferentes, expor-se a novos estímulos, desafiar a suas crenças e se permitir ser surpreendido pode te trazer uma série de benefícios: autoconhecimento, experiências enriquecedoras, diversão, expansão da sua visão e consciência, criatividade…

Mas sair da zona de conforto é sempre algo desconfortável – pelo menos no início – e por isso resistimos tanto a mergulharmos naquilo que desconhecemos. Essa resistência nos limita e nos faz ficar presos aos nossos preconceitos, medos e inseguranças, e assim vamos perdendo oportunidades de descobrirmos, de crescermos, de aprendermos e de evoluirmos.

Se você quer expandir o seu mundo, aventurar-se mais, conhecer novas possibilidades e, principalmente, se abrir para a vida, é indispensável que encare o desconforto, o novo, o diferente e o desconhecido de vez em quando.

Toda vez que você sentir um certo desconforto diante de uma situação, saiba que isso é um ótimo sinal. Você está fora da sua zona de conforto! Está diante de uma grande oportunidade de descobrir coisas incríveis, fazer algo que nunca imaginou, se transformar e ter contato com um lado seu que não conseguiria conhecer se não saísse da zona confortável.

Se estas possibilidades te empolgam, aí vão algumas ideias de coisas que você pode fazer para sair da sua zona de conforto:

1) Assista um filme ou leia um livro para o qual você torce o nariz

Eu adoro dramas, romances e filmes musicais. Gosto de livros sobre viagens, chick-lits e autoajuda. Mas sei que, se eu ficar apenas naquilo que eu já conheço e já sei que gosto, deixarei passar a oportunidade de conhecer outras obras, outras visões e outros formatos que também posso gostar. Se você não se abre para coisas diferentes e desconhecidas e considera tudo ruim e esquisito sem ao menos dar uma chance, perde muitas oportunidades de expandir o seu mundo.

Não há nada de errado em dar preferência àquilo que você conhece e gosta, mas vez ou outra, dê-se a chance de fazer uma escolha desconfortável, que você não faria naturalmente. Experiências novas são sempre úteis para o nosso autoconhecimento e crescimento pessoal, e livros e filmes são ótimos artifícios que estão sempre à mão.

2) Faça coisas que você disse que nunca faria

Falar em público, pular de paraquedas, andar de montanha-russa, acampar, puxar assunto com aquela pessoa interessante, viajar ou ir a uma festa sozinho… Sabe aquela sua lista de coisas que um dia você disse que nunca faria? Escolha um item para tirar dessa lista. Quebre sua própria regra, passe por cima dessa certeza e se arrisque! Aposto que boa parte das coisas que você disse que nunca faria são coisas que, na verdade, faria se tivesse coragem.

Faça coisas que você disse que nunca faria

3) Desafie suas limitações

Sabe aquele seu defeito que te atrapalha em várias situações? E aquela sua “falta de habilidade” para algo? Aquilo que você nem tenta fazer porque sabe que não vai conseguir? Todas essas coisas podem te dar inúmeras ideias de desafios que vão te colocar fora da sua zona de conforto.

Se você é tímido, desafie-se a puxar papo com uma pessoa desconhecida por dia. Se tem certeza de que não consegue fazer alguma coisa, coloque-se o desafio de tentar fazê-la todos os dias durante um mês. Se não sabe nadar, encare o desafio de fazer algumas aulas de natação. Pense em algo que você “tem certeza” que não consegue fazer, mas gostaria. Agora faça disso um desafio, um jogo seu com você mesmo. O que pode acontecer de mais grave? Possivelmente, descobrir que aquela limitação não passava de uma mentira confortável que você contava para si mesmo…

4) Faça algo que “não combina” com você

Se você é agitado e acha que meditar não é para você, medite. Se você é introspectivo e acha que não há nada de legal em uma festa, vá a uma festa. O objetivo não é você mudar quem você é, mas perceber que pode ser interessante se livrar das amarras da sua personalidade e experimentar algo que você nem sabe como é porque resolveu acreditar que certas coisas são restritas a só um determinado tipo de pessoa.

Características de personalidade são muito mais flexíveis do que você imagina. Existem pessoas que são quase sempre quietas mas adoram festas. Existem extrovertidos que amam passar o fim de semana lendo e assistindo filmes. Pare de achar que só porque você tem certa característica determinada atividade não é para você. Pare de estereotipar-se!

5) Leia Osho

Ler Osho não é fazer uma leitura como qualquer outra. É uma experiência, cheia de sensações, emoções e dúvidas. Hora você concorda com ele, hora discorda. Hora a leitura faz com que você olhe para dentro de si, hora para fora. É também um desafio que sem dúvida vai te obrigar a pensar fora da sua caixa.

Meus livros do Osho

Os livros do guru indiano Osho são muito interessantes e de leitura fácil, mas costumam ser também bastante polêmicos. As visões dele fogem do senso-comum e do moralismo, por isso suas ideias podem ser um pouco incômodas. É justamente por isso que recomendo a leitura dos seus livros. Para que você conheça e teste sua capacidade de aceitar visões diferentes da sua e também para estimular uma reflexão sobre suas crenças e certezas.

Os livros do Osho falam sobre espiritualidade, autoconhecimento, educação, relacionamentos etc, sempre de forma muito profunda e interessante, mas é preciso lê-lo de coração aberto, porque é bem provável que se contraponha a muitas de suas crenças. Isso não significa que ele está certo e você deve mudar sua opinião, mas acredito que vale a pena o desconforto que a leitura às vezes causa, pois nos obrigada a sermos flexíveis e abertos se quisermos continuar lendo.

Curta o Desassossegada no Facebook para acompanhar todos os posts e novidades do blog!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Postado por Stephanie Gomes

Comente usando seu Facebook





2 Comentaram para “5 maneiras desconfortáveis de sair da zona de conforto”


G
1. Paula
22/03/2016 às 23:11

Oi Stephanie! Leio seu blog tem um tempo e ele me ajuda muito em vários momentos da vida. Muito lindo seu trabalho. Gostaria de saber qual livro do Osho você indicaria como uma primeira leitura. Obrigada!


G
2. Stephanie
23/03/2016 às 07:31

Paula, eu recomendo o “Vivendo perigosamente” como primeira leitura dele. É mais simples e menos polêmico do que os outros que li, e aborda assuntos bem interessantes. É o meu favorito do Osho até agora!

Depois me conta se leu e se gostou :)

Beijos!



Comentar

Nome:

Email:

Site/Blog: