03.05.17 • Em Terapias

Equilíbrio, segurança, estabilidade, presença no aqui e agora, vitalidade… são alguns aspectos ligados ao chakra básico (primeiro chakra, localizado na base da coluna) que podem ser trabalhados através do aterramento.

Pessoas muito inseguras, que têm dificuldade para encontrar um caminho, sofrem com instabilidade emocional ou vivem no “mundo da lua” e têm dificuldade para se concentrar, provavelmente sofrem de desequilíbrios no chakra básico. O aterramento pode ajudá-las a desenvolver o centramento que necessitam para viverem melhor.

Sem aterramento, somos instáveis; perdemos o centro, o controle, a noção de realidade. (Anodea Judith, no livro Rodas da Vida)

O que é aterramento?

É o processo de entrar em contato com a energia da Terra, dirigindo a nossa energia para baixo (em direção ao centro da Terra e ao chakra básico). Através do aterramento nós ancoramos as nossas raízes e trazemos a energia dispersa para o aqui e agora, para a realidade. Conseguimos nos tornar mais “pés no chão”. Por isso essa terapia é interessante para quem é muito disperso, desconcentrado, instável, confuso e inseguro.

Muitos que não conseguem encontrar seu caminho na vida simplesmente ainda não localizaram o próprio chão. Às vezes, estão ocupados olhando para o alto, ao invés de olharem para baixo, para onde os pés encontram o caminho. (Anodea Judith)

A prática do aterramento consiste em entrar em contato com o chão de forma consciente. Caminhar simplesmente não é aterramento pois você não está consciente das sensações das pernas e pés. Pisar e caminhar prestando atenção à parte inferior do nosso corpo é uma das formas de aterrar.

Conscientemente apoiados no chão, nós obtemos a segurança de que não vamos cair. Estamos apoiados, amparados e podemos caminhar. O chakra básico está ligado à realização, porque cuida daquilo que precisamos para seguir em frente: uma base firme, presença no aqui e agora, disposição.

Quando aterramos, a conexão que é criada com a Terra tem o poder de, ao mesmo tempo, nos energizar e relaxar. Nos energiza porque estamos ativando a nossa base, sentindo a nossa presença. E nos relaxa porque nos liberta de inseguranças, medos, pensamentos aglomerados e confusos, preocupações desnecessárias.

Com os aspectos ligados ao chakra básico em equilíbrio, fica mais fácil tomar decisões, explorar a nossa criatividade e desfrutar o momento presente.

Como aterrar?

Com algumas atividades muito simples:

  • caminhar descalço pela terra (pode ser também na areia ou na grama)
  • caminhar (em qualquer lugar) prestando atenção ao movimento das pernas e pés
  • praticar posturas de yoga em que os pés apoiam no chão, como: postura da árvore, postura da águia, ponte, postura da montanha
  • sentar em uma cadeira, apoiar os pés no chão e suavemente pressioná-los contra o chão
  • bater os pés no chão
  • pular
  • correr
  • andar de transporte público em pé (se possível, sem se segurar para trabalhar o equilíbrio)


Curta o Desassossegada no Facebook para acompanhar todos os posts e novidades do blog!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Postado por Stephanie Gomes

Comente usando seu Facebook





1 Comentou para “Aterramento: a terapia que fornece segurança, foco e disposição”


G
1. Rosana - Simplicidade e Harmonia
06/05/2017 às 09:44

Excelente post. EU ainda não conhecia essa técnica de aterramento. Gostei das dicas finais!



Comentar

Nome:

Email:

Site/Blog: