18.11.14 • Em Comportamento, Motivação

Todo fim de ano é a mesma coisa: estamos todos cansados de trabalhar, estudar e de todos os esforços que fizemos nos meses anteriores. Queremos logo aquele sentimento de esperança e renovação que a virada de ano nos dá, mas os dias aparentemente se arrastam.

Só que ainda há um mês e meio pela frente, e não dá pra passar todo esse tempo apenas esperando que ele passe. Se a animação está em baixa, é hora de colocar algumas ações em prática para que esse período de fim de ano não seja desperdiçado. Aí vão algumas sugestões para você aproveitar as coisas boas dessa época, recuperar a animação e curtir os últimos dias de 2014:

Escolha algumas metas para realizar ainda este ano

Por que não? Em um mês dá pra fazer muita coisa, e suas metas não precisam ser tarefas super trabalhosas ou que envolvem muito tempo ou dinheiro. Que tal reler a sua lista de resoluções e escolher uma das que não cumpriu para correr atrás agora? Ou invente novos objetivos! Eu escolhi três: operar a miopia (no meio do ano coloquei isso como meta e já estou correndo atrás), visitar um museu (não vou a um desde que era criança!!!) e ler mais três livros. Pronto! Simples assim, já tenho algumas metas que quero cumprir e estou animada para colocá-las em prática.

Descanse

É natural chegarmos a essa época do ano cansados de corpo e mente, precisando de energia e renovação. Enquanto o ano novo não vem trazendo esses sentimentos, respeite o que seu organismo te pede e se dê o direito de descansar. E não veja esse descanso como perda de tempo, curta-o e aproveite.

descanse

Organize-se

Para terminar o ano satisfeito com você mesmo e começar o próximo sem pendências e estresses causados por uma vida toda bagunçada, organize suas finanças, faça uma limpeza nos armários e tire aquilo que não quer mais (abrindo espaço para o novo que certamente virá), realize as tarefas simples que você enrolou até agora para cumprir e deixe sua vida em ordem. Com certeza você vai começar a se sentir melhor ainda este ano.

Faça o bem a alguém

Ainda dá tempo de doar um pouquinho de si e oferecer algo bom a alguém em 2014. Isso vai te fazer um bem enorme e tirar você desse desânimo por não estar fazendo nada importante. Se puder ajudar financeiramente alguma instituição de sua confiança, ajude. Se puder doar um pouco do seu tempo para fazer bem a alguém, doe. Se puder levar alegria a alguém, leve. Escolha algo de bom que você tenha a oferecer e compartilhe.

Participe!

Desfaz essa cara emburrada de quem não gosta das festas de fim de ano porque essa época pode ser muito legal sim! Abra-se para um novo ponto de vista tomando a iniciativa de participar de algo. Participe da preparação para as festas, da montagem da árvore de natal, ajude alguém a comprar presentes e decorações, escreva cartões… Faça tudo de coração aberto e divirta-se!

ff8b7ed625c1b1b586abdde3b0ce236f

Faça planos, sonhe alto!

Se tem uma coisa que é legal de fazer nessa época são planos. Desta vez, junte às suas metas os grandes sonhos que você gostaria de realizar. Não tenha medo de sonhar alto, grande e longe! Você pode aproveitar e preparar também um plano de ação, seja ele a curto ou longo prazo. Criar checklists é uma ótima forma de organizar um planejamento e fazer isso já vai te ajudar a sair do desânimo. Se conseguir animação suficiente para começar a colocar seu plano em prática, melhor ainda. Mãos à obra!

Relembre as coisas boas do ano que passou

Vale rever todas as fotos que tirou no ano, reler a agenda ou o diário, olhar as fotos em que foi marcado no Facebook, ler as próprias publicações ou ir só se lembrando dos bons momentos e emoções que viveu. Com certeza momentos bons aconteceram este ano para você, vasculhe bem a memória e você vai encontrar. Agradeça pela oportunidade de ter vivido tudo o que viveu e curta estas lembranças, elas vão te animar quando você perceber que, assim como já viveu tantas coisas boas, muitas ainda virão.

Procure uma atividade de interiorização

Essa é uma ótima época para se tomar a iniciativa de voltar o olhar para o próprio interior, refletir e procurar se entender melhor pensando sobre aquilo que você fez este ano. De vez em quando é necessário pararmos para fazer isto com calma e dedicação. Se você está desanimado, tirar um tempo para analisar-se e compreender-se vai fazer você encontrar um caminho para se sentir melhor. Aqueles “estalos” de autoconhecimento quando percebemos algo em nós que não havíamos ainda enxergado são extremamente motivadores. Praticar yoga ou meditação, escrever ou fazer outra atividade que trabalhe a mente também são ótimas ideias.

interiorizacao

Dê valor aos últimos dias do ano

Não é porque você não está naquele pique do início do ano que vai ficar vivendo um dia mais sem graça que o outro enquanto espera pela animação pós-reveillon. Esqueça um pouco a contagem do tempo e dê valor aos seus dias aproveitando-os de alguma forma. Procure divertimento, saia um pouco, sorria, faça mais daquilo que te deixa alegre e em paz! Valorize cada dia de sua vida – afinal, a gente nunca sabe quando será o último.

Fotos: 123

Postado por Stephanie Gomes

10.11.14 • Em Atividades, Autoestima, Bem-estar

Passei por uma dessas fases chatas nas últimas semanas. Angustiada, querendo me esconder e ficar sozinha, fugindo do espelho, sem ânimo, sem vontade de fazer as coisas que eu gosto… Não estava aguentando a minha própria presença e sabia que não queria me sentir assim, mas não tinha ideia do que fazer. Parei pra pensar no que estava acontecendo e não encontrei nada nem ninguém que pudesse (erroneamente) culpar. Então percebi que a causa disso era uma só: eu me deixei de lado. Tive tantas coisas para resolver e obrigações para cumprir que acabei esquecendo que eu também preciso dedicar um tempo a mim mesma para me manter inteira e feliz.

Não vou negar, é inevitável que de vez em quando a gente perca o equilíbrio e acabe esquecendo de si. Todo mundo já passou por alguma fase em que tudo parece acontecer ao mesmo tempo e é preciso se desdobrar para resolver um monte de coisas. Não sobra tempo pra nada. E aí começam a surgir os sintomas: cansaço, desânimo, não se sentir mais feliz diante de coisas que antes eram motivo de muita alegria e a aquela indesejada vontade de fazer nada que só cresce. O problema é que, diante destas emoções, ficamos perdidos sem saber o que acontece conosco e o que fazer para resolver. Demoramos para perceber que tudo isso acontece por termos nos auto-abandonado.

primeira foto

O que fazer quando os sintomas começarem a surgir?

Primeiro se questione: será que eu me abandonei? É muito provável que você olhe para si mesmo, reflita um pouco e descubra que a resposta é sim.

O que fazer então? O próximo passo é descobrir o que está te fazendo falta. Autoestima? Autocuidado? Descanso? Diversão? Colocar as coisas no lugar?

Depois que responder à primeira pergunta, você precisa descobrir o que deve fazer para resgatar aquilo que perdeu. Pode ser tirar um dia para cuidar da própria aparência, que estava abandonada e fazendo você se sentir mal; um momento de silêncio para conversar com você mesmo e colocar os sentimentos no lugar; uma longa noite de sono; uma manhã sozinha curtindo a preguiça na cama; algumas horas para dedicar ao seu hobby sem pensar em preocupações; um tempo para organizar sua casa, suas coisas, suas finanças e seus objetivos; fazer uma tarefa que estava pendente com calma; uma saída para se divertir um pouco. Ou talvez você precise mesmo aproveitar um bom período de férias.

7f6c8d02f5c31a9923b947fc1dbcd1d7

Talvez você não perceba mas esteja dedicando todo ou quase todo o seu tempo aos outros – ao chefe, ao namorado, à família, aos amigos – e nada para você. E também esteja fazendo coisas para agradar os outros ou se preocupando com assuntos que não são seus. Você precisa de um tempo para você porque não dá pra ser feliz sem cuidar de si mesmo. E o ponto principal é que o seu momento precisar ser realmente para você. Algumas pessoas simplesmente não conseguem se esquecer dos outros e, mesmo quando estão fazendo algo por si próprias, se preocupam se aquilo vai afetar a vida de alguém. Dividir o tempo que dedica aos outros com o que dedica a você é saudável e necessário. Não se culpe por isso.

Não se esqueça de que tudo o que acontece e faz parte da sua vida começa em você. Foi você que pensou, que atraiu, que agiu de determinada forma e que se colocou onde está. Se não cuidar de si mesmo para se sentir bem, consequentemente não conseguirá ter cuidado suficiente para atrair e conquistar aquilo que precisa e deseja. Se não cuidar bem de si primeiro, não terá condições de cuidar bem de todo o resto. E aí você se cansa, se irrita, desiste e acha que não nasceu para ser feliz. Até minutos atrás você não sabia por que isso te acontecia. Agora sabe: você se abandonou.

Se você está se sentindo mal hoje e não sabe por que, considere que esta pode ser a resposta. Então pare e tente definir qual é a emoção que está sentindo e o que você precisa fazer por você para transformá-la em algo positivo.

Se não é o seu estado atual, vale o lembrete: tente evitar se deixar de lado, mesmo quando as obrigações forem muitas. Quando não conseguir (e é provável que aconteça de vez em quando) e começar a se sentir perdido em meio às emoções negativas difíceis de explicar, procure perceber se sente falta de um tempo para você.

c2e50298c626c3fe0718222d0faacf79

Algumas boas ideias do que fazer quando quiser aproveitar um momento só seu:

  • Assista seu filme favorito deitado ou sentado em um lugar bem aconchegante
  • Organize seus armários, escrivaninha, gavetas e estantes e deixe o cômodo o mais agradável possível – depois aprecie estar ali
  • Vá ao salão ou arrume algumas horas para fazer as unhas, hidratar o cabelo e usar seus cosméticos favoritos em casa
  • Curta as coisas que você tem e adora: sua coleção de livros, seus jogos, sua câmera fotográfica, seu jardim, seus álbuns de fotos antigas…
  • Sente-se ou deite-se em sua cama, apague a luz e aprecie o silêncio
  • Cozinhe, se gosta de cozinhar. Desenhe, se gosta de desenhar. Leia, se gosta de ler. Dance, se gosta de dançar. Faça algo que você gosta muito
  • Perca algumas horas escrevendo uma bucket list (lista de coisas que você quer fazer antes de morrer) e divirta-se sonhando com bons momentos
  • Passe a manhã de sábado na cama, de pijama, assistindo a algo que você goste ou tomando um café da manhã bem caprichado

Postado por Stephanie Gomes

03.11.14 • Em Comportamento

Quem eu quero ser? Como pretendo viver? O que vou aprender? Que tipo de trabalho quero fazer? Onde vou morar? O que eu faço questão de fazer por mim mesmo? Com quem quero conviver? Do que eu posso abrir mão? E do que não posso?

Desde as escolhas mais simples até as mais complexas, a verdade é que todas as decisões que tomamos estão, de alguma forma, ligadas à nossa felicidade. O problema das decisões é que nós não conseguimos desvencilhá-las do medo mais paralisante que existe: o medo do arrependimento. Isso porque não nos damos conta de que o arrependimento é apenas mais uma entre as emoções indesejadas que todos nós precisamos sentir em algum momento da vida para adquirirmos algum aprendizado e crescermos como pessoas. Em outras palavras: “faz parte”.

22 decisões que você não vai se arrepender de tomar

Ao mesmo tempo, existem decisões que parecem muito difíceis no momento em que precisam ser tomadas, mas que, no fundo, você sabe que valerão a pena. Há certas escolhas que não apresentam dúvidas sobre qual a melhor decisão. Talvez um dia você se arrependa de não ter passado mais tempo com as pessoas que você ama, de não ter realizado seus sonhos, de ter se importado demais com coisas tão pequenas e desperdiçado tempo com bobagens ou de não ter demonstrado seus sentimentos… mas das escolhas a seguir pode ter certeza de que não se arrependerá. A boa notícia é que todas elas são decisões que só dependem de você.

1) Decidir acreditar no seu potencial

A partir do momento em que você passa a acreditar em seu potencial, ele se torna real. Ou seja, para que seu potencial exista, só é necessária uma ação sua: acreditar! Quando você acredita, se torna capaz de qualquer coisa que queira. E com o potencial vivo, você consegue dar o primeiro passo, aprender, melhorar, crescer, se dedicar e fazer acontecer. Repito: o seu potencial só precisa que você acredite nele para existir, não precisa da aprovação de mais ninguém. Acredite em si mesmo porque ninguém nunca se arrepende de fazer isso.

2) Decidir construir o seu caminho

É certo que o arrependimento um dia chega se você permitir que a vontade dos outros construa o caminho que você vai trilhar na vida. Enquanto deixar que a opinião alheia guie suas decisões você vai acumular inúmeros arrependimentos que serão descobertos e sentidos no futuro. Por mais torto e incerto que seja o caminho que você vai construir, por mais que não acerte de primeira e por mais difícil que pareça, pegue a responsabilidade de como você vive a sua vida para você! Não há arrependimento maior do que acordar um dia e perceber que você nunca foi o verdadeiro dono da sua vida. E não há satisfação maior do que viver a vida da forma que você escolheu.

3) Decidir aproveitar toda oportunidade que surgir

Um dia eu decidi começar a ver tudo o que surge de novo em minha vida como uma oportunidade. Talvez algumas vezes eu não saiba exatamente de que tipo de oportunidade se trata, mas sei que há um bom motivo para aquele convite, aquela pessoa desconhecida ou aquela proposta surgirem em minha vida. Para algum lugar eles vão me levar e eu procuro ser otimista e dizer sim a estas oportunidades. Talvez me levem a algum lugar interessante, me dêem a chance de aprender a ser uma pessoa melhor ou obter algo bom para a minha vida. Pode ser que o resultado de aproveitar uma oportunidade não corresponda às minhas expectativas, acontece. Mas sei que no futuro não vou olhar para trás arrependida por ter deixado uma boa chance passar.

4) Decidir investir mais em “viver” do que em “ter”

Porque aquele sentimento bom após fazer uma compra nunca vai chegar perto do tamanho da felicidade de viver uma boa experiência. Uma tarde com os amigos te dá uma alegria muito maior e mais duradoura do que um par de sapatos novos. As surpresas que vive em uma viagem você não encontra em nenhum shopping, e nenhuma “lembrancinha” é melhor do que os momentos que ficam eternizados na sua memória. Você não vai se arrepender de decidir investir seu dinheiro em viver ao invés de comprar. Se ainda não tentou fazer esta troca, tente (e depois volte aqui para me contar se se arrependeu).

5) Decidir limitar o tempo diante de televisão e internet

A vida é curta demais para perdermos o nosso bem mais precioso – o tempo – diante de uma tela. É claro que algumas vezes usamos a televisão e o computador como forma de diversão e relaxamento, para ver seriados que adoramos ou programas interessantes, mas é bom colocar um limite quando começamos a ficar tempo demais “passando o tempo” diante das telas. Há coisas boas e legais para serem vistas na internet e na tv? Sim! Mas há muito mais do lado de fora. Equilíbrio quanto a isso é bom, e se você percebe que está desperdiçando tempo ou fazendo o tempo todo por vício, é hora de colocar algum limite. Troque o “passar o tempo” por “aproveitar o tempo”.

Decidir limitar o tempo diante de televisão e internet

6) Decidir ser gentil

Ser ou não ser gentil é questão de escolha. É comum nos sentirmos mal depois de ter negado uma gentileza ou tratado alguém mal, mas a gente nunca se arrepende de ter escolhido ser gentil. Escolha a gentileza sempre, e faça isso não só pelos outros, mas também por você. Nada melhor do que carregar dentro de si um coração leve e a consciência limpa.

7) Decidir aproveitar o momento

Você pode escolher ficar escondido num cantinho da festa ou aproveitar para dançar suas músicas favoritas a noite toda. Você pode aproveitar a companhia de seus amigos e família ou ficar emburrado o dia todo por causa de alguma bobagem. Você pode manter-se fiel aos seus pré-conceitos ou dizer sim à oportunidade de fazer algo novo. Você pode escolher desperdiçar ou aproveitar os bons momentos, mas uma coisa é certa: eles não voltarão caso você se arrependa da atitude que escolheu. O momento presente é tudo o que você tem, não pense que você pode deixar para aproveitá-lo depois. Sempre que a opção “aproveitar o momento” estiver disponível, escolha-a! Aprecie o presente. Escolha aproveitar a vida.

8) Decidir parar de esperar e começar a agir

Se tivesse que escolher uma mudança para acontecer hoje em sua vida, qual seria? Mudaria seu trabalho, seu estilo de vida, sua rotina, seu temperamento? Você gostaria de mudar o rumo que sua vida está tomando? Eu aposto que há algo que você gostaria que fosse de outra forma, ou um projeto ou objetivo que quer muito alcançar. Mas o que tem feito para que isso aconteça, além de esperar? Acredite, para o que quer que deseje para a sua vida, você precisa AGIR! Precisa parar de apenas sonhar e fazer alguma coisa! E esta decisão precisa ser tomada agora. Não deixe para amanhã. Quando fechar essa página, decida que sua próxima ação vai ser quebrar a espera pelo que você quer fazendo algo realmente válido para que aconteça.

9) Decidir colocar fé em suas habilidades

Sabe aquela habilidade que você sabe que tem, mas pouco usa por não ter fé de que conseguirá fazer algo realmente bom com ela? Comece já a usá-la e você não vai se arrepender ao perceber como é capaz de fazer coisas incríveis e se tornar cada vez melhor. O que você faz bem? Cozinha, escreve, dança, desenha? Não desperdice isso! Quem sabe você não descobre um hobby que te faça um enorme bem ou até transforme isso em seu trabalho? Não ignore suas capacidades, elas são a expressão do que há de melhor em você.

10) Decidir enfrentar seus medos

Nossos medos são, para nós, o que há de mais difícil a ser enfrentado. A boa notícia é que medos não são nada além de invenções da nossa mente, e é por isso que sempre podemos enfrentá-los e sairmos vitoriosos e mais fortes. Decida dar menos atenção ao que sua mente finge que é real e enfrente a realidade com confiança em si mesmo. Vencer a batalha contra um medo é um processo de transformação, pois faz com que você comece a acreditar que é capaz de qualquer coisa – afinal, venceu o que havia de pior dentro de si. É grande o desafio e ainda maior a recompensa.

11) Decidir explorar o mundo

Se tem uma coisa que nunca entra em uma mala de viagem, essa coisa é o arrependimento. Ninguém volta de uma viagem com sentimentos amargos e tristes de que aquilo não valeu a pena. Viagens só proporcionam emoções e consequências boas, além de deixarem lembranças que trarão felicidade pelo resto da vida de quem viajou. Você nunca vai se arrepender de investir seu dinheiro e seu tempo em uma viagem.

Decidir explorar o mundo

12) Decidir trabalhar duro por um objetivo

O caminho em direção à realização pode ser um processo lento e exigente, mas você nunca se arrependerá de ter trabalhado por um objetivo no qual acreditou. Primeiro porque quem tem força de vontade e resolve lutar de verdade sempre alcança. Segundo porque trabalhar por aquilo que queremos é sempre um processo surpreendente cheio de alegria, empolgação e emoção, que nos tira do tédio de apenas esperar que as coisas aconteçam. E terceiro porque o crescimento e aprendizado que se ganha numa luta é algo único e muito especial, que só quem passa por isso conhece seu valor.

13) Decidir ser bom para os outros

Não só porque o que você oferece aos outros retorna para você, mas também porque o que você dá é aquilo que você tem! Se você é capaz de ser bom para as outras pessoas, isso é um sinal de que consegue ser bom também para si mesmo. Quando trata as outras pessoas com carinho, significa que você também sabe ter carinho por si mesmo. Já quando não consegue ser bom e atencioso com os outros, é certo que também não está conseguindo ser bom para você mesmo. Se sabe que não tem sido bom para si, comece se esforçando para fazer boas ações. Aos poucos você começará a descobrir o que há de bom dentro de você e usar para fazer bem a si mesmo, ao mesmo tempo em que fica bem com o mundo.

14) Decidir se amar por completo

Não só se aceitar, mas principalmente se amar do jeito que você é e parar de brigar com a balança, com o espelho, com as manchas e marcas na pele e com todos os detalhes que fazem você ser único e maravilhoso do jeito que é. Sim, você é incrível, lindo e inteligente o suficiente para se amar e ser feliz por ser você. Apesar dos meus erros e defeitos, eu confesso que gosto de ser quem eu sou, aprendi a gostar de mim sabendo dos meus defeitos e das minhas qualidades. Posso mudar, sim, mas não por não gostar de mim mesmo, e sim porque sei que posso ser uma versão ainda melhor de mim mesma. Ame-se você também!

15) Decidir aceitar as pessoas como elas são

Você tem defeitos, certo? É claro que tem. Então por que cargas d’água não consegue aceitar os defeitos dos outros? Por que você exige que sua família, parceiro ou amigos sejam perfeitos se você mesmo não é? Já parou para pensar que eles também fazem algum esforço para suportar aquilo que não gostam em você? Aceitação é a regra número um para ser feliz em seus relacionamentos. Decida amar mais e aprenda a julgar menos.

16) Decidir sair da zona de conforto

Sair do confortável vai te levar a lugares muito melhores do que você poderia ir ficando apenas na zona de conforto. A diferença entre o “até que tá bom…” e o “isso é incrível!” é justamente essa: o primeiro nunca ultrapassa a linha do confortável, nunca é mais do que mediano e não faz o seu coração vibrar. Não deixe sua vida estagnar antes da linha, ultrapasse-a! Quando vir o que há depois dela, o seu único arrependimento vai ser de não ter criado coragem de atravessá-la antes.

17) Decidir fazer da sua felicidade uma prioridade

Felicidade é ou não é o que todos nós queremos? O que pode ser mais importante do que isso quando escolhemos qual sentido vamos dar à nossa vida? Felicidade é a prioridade das prioridades, nós vivemos para sermos felizes! Tomar a decisão de colocar sua felicidade em primeiro lugar não significa necessariamente jogar tudo para o alto, mas colocá-la em primeiro lugar em cada escolha que você faz. Lembrar-se de pensar em sua felicidade diante das suas decisões. Se determinada coisa não te faz feliz, por que escolhê-la? Por que continuá-la? O que é mais importante do que sua felicidade em tudo isso? É provável que um dia você se arrependa dos dias em que viveu infeliz por não ter coragem de mudar a sua escolha, mas com certeza não se arrependerá das vezes em que escolheu ser feliz.

 Decidir fazer da sua felicidade uma prioridade

18) Decidir fazer aquelas aulas que você tanto tem vontade

Todo mundo, uma vez ou outra na vida, tem vontade de aprender algo, de tentar algo novo. Quem nunca sentiu vontade de saber dançar, tocar violão ou falar uma língua que acha bonita? Esse é o tipo de vontade que não devemos deixar passar, pois são prazeres que unem alegria e crescimento pessoal. Quer coisa melhor que isso? Por mais que custe algum dinheiro e você precise dar uma apertada no orçamento, quando sair daquela tão desejada aula de dança de salão, aprender uma técnica artesanato incrível, tocar sua primeira música ou tiver seu primeiro diálogo em italiano, vai ter aquela sensação única de prazer por poder pensar “valeu a pena investir nisso”. Não há arrependimento que sobreviva a esse sentimento.

19) Decidir perdoar e esquecer as mágoas

Guardar mágoa é uma das piores maneiras de destruir a própria felicidade. Pode parecer muito difícil em certos casos, mas perdoar e livrar-se de ressentimentos é SEMPRE a melhor decisão a tomar. Você pode até atingir a outra pessoa demonstrando estar magoado, mas é sempre o dono da mágoa quem irá sofrer mais. Seja forte e perdoe. Faça isso por você.

20) Decidir respirar fundo e não discutir

A maioria das brigas e discussões poderiam muito bem nunca terem existido. Poderiam ter sido momentos felizes se você apenas tivesse respirado fundo e tomado a decisão de não estender algo desnecessário. E sim, isso é uma decisão que você sempre pode tomar. Toda vez que você consegue evitar que uma reação ruim se espalhe e piore a situação, é uma vitória a favor do seu bem-estar e da sua felicidade. E ninguém se arrepende de fazer bem para si mesmo.

21) Decidir abrir mão de seus preconceitos e pré-julgamentos

Seja com relação a pessoas, religiões, ideias, atividades, estilos de vida, lugares, opiniões, o que for. Aprenda a se abrir para o diferente. Pense menos e apenas aceite que toda forma de ser e de se expressar é bela e válida. Se você aprender a não julgar, a vida te dará a oportunidade de conhecer coisas e pessoas maravilhosas e seu único arrependimento vai ser não ter se aberto para tudo isso antes.

22) Decidir tomar uma decisão

Quando a indecisão já te acompanha há algum tempo e isso vem acabando com a sua paz, talvez seja realmente a hora de parar tudo e tomar uma decisão para se livrar desse peso. A indecisão pode ser muito mais pesada do que a decisão errada. Algumas vezes durante a vida você terá que decidir, mesmo sem saber se está no caminho certo. Verdade seja dita, nós nunca temos certeza de nada, apenas sabemos que queremos ser felizes e que, para isso, precisamos ter coragem de tomar nossas próprias decisões.

Fotos: 1234

Postado por Stephanie Gomes

20.10.14 • Em Inspiração

Felicidade é um sentimento que nasce de dentro pra fora. Quando algo não vai bem em nosso interior, não conseguimos nos sentir plenamente felizes, mas se estivermos em paz com nós mesmos, é possível sentir felicidade mesmo que exteriormente não esteja tudo perfeitamente no lugar onde gostaríamos. Isso não significa que não existam coisas importantes do lado de fora, apenas que, se estamos em busca de sermos mais felizes, é fundamental que comecemos olhando para dentro. Vale a pena começar buscando por aquilo que já te traz felicidade e que você tem a agradecer, e depois olhar para o que você acha que te falta e correr atrás. Reconhecer que a felicidade já existe em você, seja de que tamanho for, e então buscar expandi-la.

primeira foto

É primordial para a felicidade saber dar valor àquilo que temos e somos de bom antes de começar a buscar o que ainda desejamos. E que coisas são importantes termos dentro de nós? O que é importante também conservar do lado de fora para manter a felicidade segura e sempre estimulada?

É claro que o “todo mundo deve ter” do título do post não quer dizer que é uma obrigação e que ninguém pode ser feliz sem os itens desta lista, mas são algumas sugestões de coisas boas que todos deveriam, pelo menos, tentar ter na vida, para se sentirem mais felizes, saudáveis e satisfeitos. Será que te falta algo desta lista que poderia tornar sua vida ainda melhor?

1) Um grande sonho

Você sabe o que faz um sonho ser “grande”? É a sua vontade! Sonhar grande não quer dizer sonhar com algo caro ou distante, e sim com o tamanho gigante e inabalável da sua vontade de viver de certa forma ou ver algo realizado. Aquilo que você tanto deseja, imagina, planeja e quer tornar real, seja o que for, é o seu sonho! E sonhar é bom porque desperta esperança, ânimo, otimismo, alegria, empolgação e muitos outros sentimentos bons. Quem não gosta de sonhar acordado e de planejar e lutar pela realização de um sonho? Os sonhos também servem para nos colocar para o alto quando surge aquela vontade de desistir, inevitável em certos momentos. Lembrar-se da importância que aquela realização tem para você te dá forças para continuar.

2) Uma atividade física favorita

Saúde tem que estar sempre no topo das prioridades e fazer atividades físicas é fundamental, mas ninguém precisa sofrer para se colocar em movimento. Há inúmeras formas de se exercitar: caminhar, dançar, andar de patins ou bicicleta, nadar, lutar, pular corda, praticar um esporte… Você só precisa de um pouquinho de disposição para testar as opções e encontrar a sua. Depois de encontrar, divirta-se praticando! Sua saúde (do corpo e da mente) agradece.

3) Um momento só seu na semana

Quanto do seu tempo é realmente seu? Todo mundo precisa de um tempo só para si, para se cuidar, fazer o que gosta, relaxar ou escolher fazer aquilo que der vontade, sem obrigações. Se você ainda não tem pelo menos alguns momentos durante a semana em que faz isso, é hora de rever a rotina. Trabalho, estudos e outras obrigações são importantes sim, mas não deixe que elas façam você esquecer de que não existe só para cumpri-las. Você também precisa viver.

4) Alguém com quem ser bobo

Pode ser sua mãe, seu pai, seus irmãos, amigos, namorado, marido, filhos….quem quer que seja. O importante é ter alguém com quem você sabe que pode falar e fazer qualquer bobeira sem se sentir julgado e envergonhado. Alguém para rir e chorar junto, para compartilhar as melhores e piores emoções, para poder dizer o que você quiser, contar sobre aquela ideia maluca, brincar, fazer piadas sem graça e ser você mesmo. Todo mundo precisa ter alguém assim por perto.

ser bobo

5) Uma dose de loucura

É claro que há certas situações que devemos levar a sério e em que precisamos pensar racionalmente, mas se você passar a vida toda fazendo tudo com seriedade, vai perder toda a graça e diversão. Permitir que a emoção tome conta e a gente faça uma ou outra loucura vez ou outra dá um enorme ânimo de viver. Não leve a vida tão a sério, enlouqueça de vez em quando.

6) Um motivo para se orgulhar de si

Motivos para você se amar e se orgulhar de si mesmo não te faltam, eu garanto. Descubra-os e não se esqueça deles. Melhor ainda: escolha um, aquele do qual você mais se orgulha e lembre-se todos os dias do quanto você é especial e incrível. Talvez você tenha uma habilidade fantástica para algo, seja um bom amigo e saiba ouvir como ninguém ou tenha construído uma vida que ama viver. Ou pode ser que você faça um trabalho recompensador, tenha conseguido superar um grande problema e ser feliz ou esteja ajudando as pessoas e o mundo a serem melhores de alguma forma. Seja o que for, o que importa é que você tem algo de muito bom do qual pode se orgulhar. Pense nisso.

7) Um filme e um livro favorito

Porque é sempre bom ter algo fácil à mão quando você quiser fazer algo que gosta ou encontrar inspiração e estiver sem ideias. Tenha sempre alguns dvds e livros que gosta muito, eles vão te salvar de vez em quando da tristeza e do tédio. Seu filme e livro favorito também podem falar muito sobre você, e pensar nisso pode ser um ótimo exercício de autoconhecimento.

8) Um lugarzinho de refúgio

Sabe aquele lugar para onde você corre quando precisa respirar, chorar, refletir, ouvir música ou apenas encontrar um pouco de espaço para ficar sozinho? Talvez seja sua cama, um cantinho no seu quarto, a varanda ou o jardim de casa ou um lugar onde goste de passear. Ter um ambiente que você gosta e sabe que te dá conforto e te acalma quando não está bem é uma ótima ideia. Todos precisam de espaço de vez em quando, e saber que você pode correr para o seu lugar sempre que precisar é parte do caminho para se sentir melhor.

refugio

9) Muitas histórias pra contar

Além de vivê-las, existe coisa melhor do que recordar e dividir memórias? Sua vida é sua história, portanto, quanto mais histórias para contar você tem, mais experiências viveu e mais aprendeu! Procure sair da rotina sempre que puder para viver experiências diferentes, compartilhar momentos com pessoas interessantes e divertidas, conhecer novos lugares e criar suas memórias. Sempre que olhar para elas você vai sentir a melhor sensação de todas: a felicidade de saber que sua vida está valendo a pena.

10) Um propósito

O que você quer realmente fazer da sua vida? De que forma quer viver? O que quer transmitir? O que quer fazer de bom por você mesmo e pelas outras pessoas? O que faz você se sentir vivo e realmente bom? É fazer arte? Escrever? Ensinar? Tornar o mundo mais bonito? Compartilhar formas de fazer as pessoas se sentirem melhores? Curar? Orientar? Qual é a missão que você pretende desempenhar com prazer durante a vida? É claro que você não precisa se limitar a uma única resposta para estas perguntas, sua vida pode ter vários propósitos se você quiser, e isso é ótimo. Encontre o seu propósito. Com ele, você descobrirá o seu caminho.

Fotos: 123

Postado por Stephanie Gomes

14.10.14 • Em Motivação, Sonhos

Você tem um grande sonho? Eu posso apostar que sim. O quanto você acha que ele está distante de ser realizado, muito ou pouco? O que será que falta para que você finalmente o veja se tornando realidade?

Sonhos se realizam, você já deve ter presenciado ou vivenciado algumas provas disso. Mas eles não se tornam realidade sozinhos. Por trás de um sonho realizado, há sempre um sonhador que fez com que ele acontecesse.

As 9 coisas mais importantes que você precisa fazer para realizar seus sonhos

Nossos sonhos são a representação daquilo que nós somos de melhor. Todo sonho nasce e vive dentro de nós, em um lugar especial onde só há coisas boas. Um sonho verdadeiro pode muito bem viver por muito tempo, mas eles não foram feitos para morarem dentro de nós para sempre. Sonhos existem para serem realizados.

Só você pode saber por qual caminho quer seguir para tornar o seu sonho realidade, mas há algumas atitudes que são indispensáveis quando se decide entrar nesta busca:

1) Entenda que você não é uma vítima da vida

Pare já de se ver como vítima de uma vida em que “nada dá certo” e reaja para fazer seus objetivos acontecerem. Menos mimimi e mais ação! Se fazer de vítima é desculpa para fazer corpo mole. Você não é indefeso, você não é fraco, você não é um injustiçado. Você tem força e inteligência suficientes para fazer qualquer coisa, pare de reprimir isso dentro de você. Quando um sonho é importante o bastante, você encontrará uma forma de realizá-lo. A única coisa no mundo que pode te impedir é você mesmo. Sim, é mais fácil continuar dizendo que sua vida é muito difícil e que você nunca vai conseguir, afinal, não é preciso mover um dedo para fazer isto. Mas eu não desejo a facilidade de uma vida sem sonhos realizados para ninguém.

2) Não dê tanta importância ao tempo

O tempo não para. Ele vai passar de qualquer jeito, esteja você em busca dos seus sonhos ou não. Por isso, dizer que não vale a pena fazer algo porque vai demorar muito para se realizar não faz o menor sentido. Dê menos importância à quantidade de tempo e mais à qualidade de como você aproveita o período que passar em busca de seus sonhos.

3) Saiba que você pode começar de qualquer lugar

Nunca diga que você não pode começar a buscar seu sonho porque não tem nada. Você pode não ter muito, mas “nada” não é verdade. No mínimo, você tem um computador ou celular de onde está lendo este post, e isso já é mais do que suficiente para o início de qualquer coisa. Pode ser que você ainda não tenha todo o dinheiro que precisa, mas tem algum e pode conseguir mais. Pode ser que não tenha tanto tempo quanto gostaria, mas pode aproveitar o pouco que tem. Use esse pouco, não desperdice-o. Talvez você ainda não tenha muita habilidade, mas pode começar a praticar, estudar e insistir até que ela cresça. Sempre há uma forma de começar. Sempre.

As 9 coisas mais importantes que você precisa fazer para realizar seus sonhos

4) Seja um inimigo das suas próprias desculpas

Sabe quando você não gosta de uma pessoa e, mesmo quando concorda com ela, diz que discorda só pela antipatia? Infantilidade, eu sei, mas você já deve ter feito isso alguma vez, então lembre-se como é. A partir de agora, quando as vozes em sua cabeça disserem que você não pode fazer algo ou começarem a dar desculpas, finja que vêm de alguém assim e faça o mesmo com elas! Por mais que queira concordar, dê um jeito de contrariá-las. Quando elas disserem que você não pode, diga que pode sim e prove isso.

5) PRIORIDADE tem que ser a palavra-chave

Você não precisa desejar apenas uma coisa na vida e não trabalhar por mais nada enquanto luta por ela, mas determinar quais são suas prioridades é muito importante para não se perder entre tudo aquilo que você quer e acabar não fazendo nada. Pode ser que um de seus sonhos afete diretamente o outro, e neste caso é importante escolher qual é o principal para você ou qual quer realizar primeiro. Por exemplo: você sonha em comprar um carro mas também sonha em viajar. Para as duas coisas você precisa de dinheiro e não terá para os dois no mesmo momento. Quando tiver o dinheiro para fazer uma destas coisas, qual escolherá? De qual delas você prefere abrir mão por mais tempo? Se não tiver um foco, é provável que acabe não se empenhando em realizar nenhuma das duas. Sabendo o que você quer, é possível realizar uma de cada vez e ser muito feliz e realizado desta forma.

6) Acredite

Se você pode sonhar, você pode fazer. Acredite em seus sonhos por dois motivos: 1) Se você não acreditar, de onde tirará disposição para realizá-los? 2) A Lei da Atração está agindo em sua vida, acredite nela ou não. Pense em seus sonhos sempre com a certeza de que eles estão próximos de acontecer. Não alimente seus pensamentos quando eles tentarem te convencer de que a realização está muito distante, até porque isso não pode ser medido nem previsto. Há sonhos se realizando todos os dias. Amanhã pode ser o seu.

As 9 coisas mais importantes que você precisa fazer para realizar seus sonhos

7) Planeje

Se tem uma coisa que eu aprendi errando é que fazer um planejamento é muito importante e faz com que as coisas aconteçam mais rápido. Eu sempre achei que era uma perda de tempo planejar e que o melhor era fazer as coisas conforme elas fossem aparecendo. O que então acontecia? Um monte de tempo perdido pensando no que eu deveria fazer, ao invés de estar fazendo. A partir do momento em que você enxerga seus sonhos como objetivos, precisa traçar um plano de ação para eles. Você pode até dar os primeiros passos no escuro, mas em algum momento é bom começar a anotar, fazer contas, criar checklists e traçar metas. Organização e disciplina são qualidades importantes, pena que tão pouco valorizadas. Invista nelas, porque vão te ajudar muito a manter o foco e evitar o desperdício de tempo.

8) Faça acontecer

Guarde o dinheiro! Escreva o primeiro capítulo! Faça a matrícula! Procure na internet! Comece a praticar! Pergunte! Vá até onde precisa ir! Se arrisque! Tente! Infelizmente, as outras pessoas estão ocupadas demais realizando seus próprios sonhos, e não poderão trabalhar no seu. Essa tarefa é sua. Não tenha medo nem preguiça de investir naquilo que você sonha, até porque a felicidade não está concentrada na realização, você encontrará muitos motivos para se alegrar e comemorar no processo de busca por seus sonhos. Comece a fazer acontecer já e aproveite!

9) Se jogue!

Todo grande sonho em algum momento vai exigir que você escolha entre dar um grande salto ou fazer meia-volta e desistir. Quando este momento chegar você vai saber, mas é bom estar preparado e determinado a se jogar quando a vida pedir que você avance. Ousadia e coragem estão entre as principais características das pessoas que conseguem realizar seus sonhos. Não hesite.

As 9 coisas mais importantes que você precisa fazer para realizar seus sonhos

Deu “check” em todos os itens? Excelente, você está caminhando em direção à realização dos seus sonhos. Aprimore e invista mais sempre que puder.

Ainda não está praticando todos? Você não leu este post à toa, é sua chance de melhorar.

Fotos: 1234

Postado por Stephanie Gomes