Uma das coisas que prometi para esse ano (e estou cumprindo) é que vou deixar as coisas fluírem mais. Ao mesmo tempo, eu também prometi que vou colocar muitas coisas em ação.

Ué, mas isso não é contraditório? Uma coisa não exclui a outra? Ou você deixa as coisas fluírem ou você age para fazer acontecer, não?

Não!

Deixar fluir não quer dizer não agir. E agir não quer dizer não deixar fluir. É possível ter fluidez colocando seus planos em ação. Porque deixar fluir não é ficar parado esperando que seus sonhos caiam realizados no seu colo, e sim agir de uma forma naturalmente tranquila, sem pressa, sem afobação, sem aquele esforço que faz a gente se sentir mal e esgotado. Quando permite que as coisas fluam, você pode trabalhar oito horas seguidas e não ficar cansado. Pelo contrário, você fica energizado.

Deixe fluir

E como os resultados são melhores quando fazemos as nossas atividades com fluidez! Eu realmente acredito que adotar uma atitude mais fluída muda muita coisa para melhor, em qualquer área da vida. Pode reparar. É uma pena que nem sempre possamos fazer as nossas tarefas com essa tranquilidade, porque infelizmente nem todos à nossa volta têm consciência disso. Mas com certeza existem situações e áreas da sua vida que você pode melhorar se conseguir fazer com que fluam.

Como fazer isso?

Simplesmente escolha. Diga para si mesmo que você escolheu fazer determinada coisa no seu ritmo. Escolha abandonar a pressa, a ansiedade de terminar logo e as reclamações, e comece a fazer tranquilamente. Aja permitindo que a sua ação flua no ritmo que melhor se encaixa no momento.

Não deu certo! Não consegui! Tô cansado! Desisto. E agora?

Quando você tenta fluir, mas fica irritado e cansado, é porque as coisas não estão fluindo. Se você está fazendo esforço para fluir, isso não é fluir! Primeira coisa: tá tudo bem! Nem sempre é possível fluir dentro de uma ação específica naquele momento. Normal. Volte-se para dentro e descubra o que você precisa. Descansar? Pensar se fez a escolha certa? Realizar outro tipo de atividade? Falar com alguém? Dar uma volta? Ok, faça isso. Quando você descobrir o que precisa e se permitir colocar em prática, adivinha o que vai acontecer? Isso vai fluir.

Deixe fluir

Todo mundo tem atividades do dia a dia que são chatas, repetitivas, maçantes e cansativas. Você tem, eu tenho, o seu vizinho tem, aquela pessoa que parece ter a vida perfeita tem. O que fazer com elas? Sofrer, reclamar, lamentar? Isso só causa ainda mais desgaste. Será que é possível descomplicar e fazer com que essas tarefas não sejam tão ruins?

Se você conseguir fazer com que elas fluam tanto quanto flui uma atividade que você gosta de fazer, a resposta é sim. Isso não quer dizer que você vai lavar louça sentindo o mesmo prazer que sente quando está na praia, mas a fluidez é possível sim nas duas situações. A diferença é que na praia (ou fazendo qualquer atividade legal) você se entrega muito mais facilmente ao momento, relaxa e automaticamente entra no ritmo que é mais agradável. Lavando louça (ou fazendo qualquer outra atividade chata) você tem que tomar consciência e escolher como vai lidar com isso.

Sabia que às vezes até as atividades legais não fluem? Às vezes você não tá afim de ir à praia porque preferia ficar em casa lendo, e aí a praia acaba sendo cansativa. Às vezes você está praticando um esporte ou uma atividade que adora, mas a frequência ou a intensidade é grande demais e acaba não sendo tão bom. Porque não flui. Às vezes um “não” ou uma pequena diminuição resolvem o problema e tudo volta a fluir. É essa a sua função: observar, analisar e escolher o que é melhor para você.

Até mesmo exercitar o pensamento positivo pode não ser bom quando isso não flui. Às vezes não vale a pena forçar algo que não se encaixa na situação, porque isso acaba gerando uma energia de frustração muito maior do que a energia de positividade que você está tentando gerar. Quando é assim, melhor deixar que exista a tristeza, a raiva, ou seja lá qual for o sentimento negativo que você estiver sentindo e permitir que eles tomem o tempo necessário para que, naturalmente, diminuam até não existirem mais.

Deixe fluir

Existe uma coisa chamada “estado de fluxo” (ou flow), que é aquilo que você sente quando está totalmente concentrado em uma tarefa, dando o seu melhor de forma totalmente natural, sem qualquer tipo de desgaste. Seu corpo e sua mente estão em harmonia, e você para de ouvir as vozes que costumam falar sem parar na sua cabeça, pois está plenamente entretido com o que está fazendo.

Isso é fluir. Eu sinto isso quase sempre quando estou escrevendo no blog, e desde que identifiquei a possibilidade de entrar nesse estado, busco cada vez mais me colocar nele, porque é assim que eu consigo ter mais criatividade, colocar amor nas minhas tarefas, me manter no momento presente e produzir coisas boas.

Tenho conseguido fazer isso em várias situações que antes eram maçantes, por isso quero compartilhar com vocês algumas dicas que têm me ajudado a deixar as coisas fluírem:

Tome cuidado com a pressa desnecessária. Às vezes a gente faz as coisas correndo por hábito, e o resultado é desastroso tanto para o nosso bem-estar quanto para a atividade que estamos fazendo. Observe se você não está sempre correndo, se não transformou a pressa em um hábito. Se sim, desacelere sempre que notar que está apressado sem necessidade.

Cuidado também com a preguiça. Ficar horas adiando fazer uma coisa por estar com preguiça é – pasme – cansativo! Às vezes é melhor se dar um “auto-empurrão” e ir fazer algo do que ficar resmungando no sofá.

Perceber o que vale e o que não vale o esforço. Às vezes realmente vale a pena a gente ralar um pouco para alcançar um objetivo, e isso é ótimo! Mas esteja atento: tem coisas que não valem o desgaste que causam.

Se permita abandonar. Livros chatos, filmes chatos, seriados chatos, lugares chatos. Pra que insistir, com tanta coisa mais legal para ler, ver ou fazer? Eu às vezes insisto por muito tempo em leituras que não tô gostando e o livro parece que vai ficando cada vez maior e não termina nunca. Isso não dá prazer, isso não é fluir e…por que mesmo eu insisto em algo que me cansa quando o objetivo deveria ser relaxar e me divertir?

Descanse. Muitas vezes, tudo o que a gente precisa é de um descanso rápido para conseguir abandonar a ansiedade e voltar a fazer com que as nossas ações fluam. Você não é uma máquina. Permita-se parar quando quiser ou precisar.

Conheça e respeite suas necessidades. Dê atenção ao que você precisa. Escute seu corpo, escute a voz que diz a verdade dentro de você. Quem escolhe quando o “sim” e quando o “não” saem da sua boca é você. Respeite-se.

Curta o Desassossegada no Facebook para acompanhar todos os posts e novidades do blog!

Postado por Stephanie Gomes

30.01.17 • Em Reflexão, Relacionamentos

Preconceito

substantivo masculino
1. qualquer opinião ou sentimento concebido sem exame crítico.
2. sentimento hostil, assumido em consequência da generalização apressada de uma experiência pessoal ou imposta pelo meio; intolerância.

Preconceito

Palavra feia, que incomoda, que machuca, que destrói. Que tem o poder devastador de fazer um grande mal a quem sofre e a quem causa.

O preconceito não deixa de existir quando fingimos que ele não existe. É por isso que precisamos falar sobre ele.

Você é prisioneiro dos seus preconceitos

Falo de todo tipo de preconceito: em relação a cor, religião, orientação sexual, região, nacionalidade, classe social, gostos, costumes, estilo de vida, modo de se vestir… qualquer tipo de sentimento de intolerância que alguém pode sentir em relação a uma ou mais características do outro. Estou falando de todo tipo de preconceito sob o qual você se fecha, de todo tipo de rótulo que você coloca nas pessoas a partir de uma característica que conhece dela.

Todo preconceito é uma prisão. Você acha que está se livrando de algo, mas na verdade está se aprisionando. Você não faz mal apenas ao outro, mas também a si mesmo. Quando você tem um preconceito, você não tem apenas o poder de espalhar o mal em seu entorno. Você está ajudando a expandir esse sentimento negativo dentro de si e no mundo todo.

Que tal tomar consciência disso, abandonar esses preconceitos tão arcaicos e mudar a sua função no mundo para melhor?

Você é prisioneiro dos seus preconceitos

Se você identifica que tem um preconceito, você já deu o primeiro passo. O segundo passo é perceber como esse preconceito te faz prisioneiro e como ele não faz sentido. Traga esse entendimento para a consciência. Conhecer algumas verdades pode ajudar:

O preconceito é uma prisão.

O preconceito te tira do campo de infinitas possibilidades (que é a liberdade) e te coloca em em um campo de possibilidades limitadas (prisão). O preconceito diminui drasticamente as suas possibilidades.

O preconceito impede que você conheça pessoas incríveis.

O preconceito impede que você aprenda tudo o que poderia aprender com pessoas maravilhosas que habitam esse universo.

O preconceito faz com que você perca oportunidades de viver novas experiências.

O preconceito coloca limite nas boas surpresas que a vida pode te proporcionar.

O preconceito impede que você conheça o amor. Se você não conhece o amor incondicional – o único amor que existe -, então você não conhece o amor. “Amor condicional” não existe.

Você é prisioneiro dos seus preconceitos

Nós não somos uma coisa única. Nós somos parte do todo. Você pode até achar que as suas atitudes e pensamentos preconceituosos afetam apenas o outro, mas a verdade é que afeta o outro na mesma intensidade que afeta você, porque vocês são parte de uma coisa só.

Aprisionar o outro nos seus preconceitos é também aprisionar a si mesmo. E é aumentar a energia negativa que circula pelo mundo em que você vive. Assim como libertar o outro dos seus julgamentos é também libertar a si mesmo e trazer mais liberdade e amor para o mundo.

Reflita sobre isso. Pense se não está na hora de rever seus conceitos. Abra seu coração e sua mente. Expanda sua consciência. Escolha novos pensamentos e atitudes.

A porta está aberta, você está dentro da prisão porque quer.

Curta o Desassossegada no Facebook para acompanhar todos os posts e novidades do blog!

Postado por Stephanie Gomes

26.01.17 • Em Espiritualidade, Terapias

Já gravei um vídeo para o canal do blog explicando com detalhes como funciona a terapia que utiliza a energia dos cristais para tratar questões físicas, emocionais e energéticas. De forma resumida, os cristais têm o poder de trabalhar com o nosso campo energético porque são elementos da natureza que possuem um determinado tipo de energia – definida por sua formação interna, composição, cor e outras características – que pode ser utilizada para nos beneficiar.

gems-836763_1920

No físico, as pedras podem ajudar a estimular a digestão, acelerar a desinflamação e aliviar tensões musculares, por exemplo. No emocional, podem ter efeitos como aliviar a ansiedade, aumentar a concentração e despertar o amor-próprio. No energético, ajudam a nos sintonizar com a energia da prosperidade, desfazem bloqueios, purificam, fornecem proteção e nos conectam com a nossa espiritualidade, entre muitos outros benefícios.

O assunto é extenso e eu teria que criar uma série de posts para conseguir falar de todos os aspectos sobre os quais os cristais podem fornecer benefícios (vocês querem?), então para esse post resolvi focar em algumas questões energéticas, porque é o que eu costumo procurar mais no uso dos cristais.

Cristais de proteção

Meus favoritos! Desde que conheci o poder dos cristais não vivo mais sem a minha turmalina negra, que é uma das pedras com maior poder de proteção energética – e também uma das que acho mais bonitas. Com ela me sinto protegida em ambientes muito carregados de stress e negatividade.

turmalina negra

Outra pedra de proteção excelente é o jaspe vermelho, que é ótima para deixar no local de trabalho porque evita conflitos e ajuda a nos acalmar quando temos aqueles “picos” de ansiedade e preocupação, fornecendo energia de força e de calma ao mesmo tempo.

jaspe vermelho

Cristais para purificação

O quartzo branco é um cristal de cura e purificação. Ele ajuda a acalmar a nossa mente, restabelecer a harmonia das nossas energias e limpar tanto as nossas impurezas internas como as energias negativas externas. Esse é o cristal que eu mais uso nos meus chakras, porque ele tem esse poder de harmonização e purificação que é benéfica em qualquer situação e para equilibrar todo tipo de energia.

quartzo branco

Outro cristal de purificação energética muito poderoso é o quartzo fumê. Ele ajuda a neutralizar vibrações negativas e tem o poder de desfazer a energia do medo. Quando você sentir que está muito carregado, precisando de um “detox” energético mais forte, recorra a essa pedra.

quartzo fume

Cristais para a prosperidade

Ao contrário do que muita gente pensa, os cristais com energia de prosperidade não vão fazer dinheiro e abundância aparecem na sua vida num passe de mágica. Na verdade, eles atuam fornecendo a energia necessária para que você e o seu ambiente se alinhem com as vibrações que combinam com a energia da prosperidade. Sintonizado com essa energia, muito mais facilmente você consegue direcionar seus pensamentos, atitudes e intenções para obter o que deseja.

A pedra mais conhecida para a prosperidade é a pirita. Eu tenho uma que deixo sempre na minha mesa de trabalho. Além de ter a composição e a cor (dourada) que vibram prosperidade, ela fornece energia de força, coragem, foco e determinação.

pirita

Outra pedra que eu adoro e uso muito é o citrino. O citrino é uma pedra cheia de energia positiva, que ativa o nosso fogo interno e aumenta a nossa força de vontade, autoestima, inteligência e confiança. É uma pedra muito boa para os negócios, pois fornece essa vibração que nos deixa mais ativos, enérgicos e cheios de disposição. Sempre que eu percebo que estou meio caída e desanimada, coloco um citrino sobre o meu plexo solar (o terceiro chakra, localizado na região do estômago, responsável pelo nosso poder interno) para receber a força que essa pedra possui.

citrino

Cristais para elevação espiritual

A pedra mais usada com o objetivo de conexão com a espiritualidade é a famosa ametista. Eu sempre coloco uma ametista em cada mão quando vou meditar, pois além de ter uma energia espiritual muito forte, ela ajuda a centrar a mente e diminuir a agitação dos pensamentos.

As drusas de ametista são muito encontradas em lojas e casas como item de decoração, porque além de serem lindas, também são muito carregadas de energia positiva. Eu tenho uma na minha mesa onde faço as coisas do blog (fica do lado da minha pirita!).

ametista

A lápis lázuli também é uma pedra que favorece a espiritualidade. Ela desperta a intuição e aumenta a nossa percepção para o entendimento de mensagens do universo e sinais de sincronicidade que recebemos a todo momento e temos dificuldade em perceber. Também ajuda a libertar o seu verdadeiro Eu, pois proporciona clareza, fortalece a nossa capacidade mental e nos dá inspiração para buscarmos a verdade. A lápis lázuli é muito usada em jóias.

lapis lazuli

Existem muitos outros cristais com energias semelhantes e também com outros tipos de energia. É fascinante compreender como funciona a energia das pedras, descobrir e estudar os cristais e aplicá-los em você mesmo e na sua vida. Desde que eu entendi realmente o por quê do uso das pedras e como usá-las da melhor forma, elas se tornaram um recurso a que recorro sempre que preciso curar ou reequilibrar algum aspecto ou área da minha vida.

Você pode usar os cristais de várias formas:

  • Colocando-os sobre os chakras para que a energia do cristal os reequilibre
  • Carregando o cristal da energia que você deseja com você (na bolsa, no bolso ou deixando-o em algum lugar próximo)
  • Como item de decoração, fornecendo a energia que você deseja para um ambiente (proteção, harmonia, prosperidade…)
  • Em chaveiros, colares, pulseiras, anéis ou brincos
  • Segurando-os nas mãos durante a meditação ou oração
  • Preparando uma água cristalizada para consumir
  • No carro, deixando sempre dentro dele um cristal de proteção
  • Colocando-os em um altar montado na sua casa, junto com outras imagens e objetos significativos para você

Como usar os cristais

Muita gente me pergunta onde eu compro meus cristais, e eu já comprei em vários lugares diferentes, mas infelizmente acabei descobrindo que alguns dos cristais que eu comprei eram falsos (a cor deles era tingida). Por isso, é muito importante comprar em lojas que forneçam garantia de procedência do cristal. A única loja que eu conheço que fornece essa garantia é a Cristais Aquarius, loja especializada em cristais que vende online e envia para qualquer lugar do Brasil. Todas as pedras deles são enviadas com notas fiscais e a garantia de que vieram de mineradoras autorizadas.

A Cristais Aquarius envia os cristais super rápido, então quem estiver precisando com urgência, pode contar com eles! Todas as pedras vão com um manual ensinando a limpar, energizar e utilizar, então mesmo quem não tem muito conhecimento sobre o assunto vai saber como fazer. Se você tiver alguma dúvida na hora da compra, eles têm consultores que conhecem bem o assunto e podem te ajudar!

Como a loja é especializada em cristais, todo o atendimento é feito por pessoas que prezam pela qualidade tanto dos materiais como das informações, por isso o site da Cristais Aquarius é uma ótima fonte de pesquisa, dá pra passar horas pesquisando como é cada pedra, de que forma cada uma atua, como elas podem nos beneficiar… tem tudo o que você precisa saber para escolher os seus cristais! Se você colocar na busca do site o tipo de energia ou estado que quer atingir (por exemplo: tranquilidade), ou a questão que quer trabalhar (por exemplo: ansiedade), ele te mostra as pedras mais indicadas para isso.

Ficou com alguma dúvida sobre o uso dos cristais para elevar a sua energia? Manda nos comentários!

Este post é um publieditorial.

Postado por Stephanie Gomes

25.01.17 • Em Vídeos

Lembram que outro dia eu pedi para vocês me mandarem perguntas para eu responder em vídeo? Vocês mandaram muitas questões legais sobre negatividade e positividade, consumismo, energias, meus canais e blogs favoritos… e eu respondi!

As perguntas foram:

1) Como mudar o humor naqueles dias em que a negatividade parece querer nos derrubar?
2) Você é controlada em questão de compras? Antes de comprar algo você pensa se realmente precisa daquilo?
3) Que tipo de vídeo e post você mais gosta de assistir e ler, e quais você mais gosta de gravar e escrever?
4) Quais são os seus blogs e canais favoritos?
5) Quando você vive uma situação ou está em um ambiente que carrega muita energia negativa – e não tem como se afastar dele – de que modo neutraliza essas energias para não se deixar afetar por elas?
6) Quais são as suas estratégias para driblar o desânimo nas horas em que você não tem vontade de levar em frente o estilo de vida que escolheu?
7) Como ter gratidão quando você está em um momento de crise ou que perdeu o chão?
8) Qual o vídeo que você tem mais orgulho de ter feito?

Assiste lá!

Inscreva-se no canal!

Curta o Desassossegada no Facebook para acompanhar todos os posts e novidades do blog!

Postado por Stephanie Gomes

23.01.17 • Em Reflexão

Se pararmos para pensar, vamos perceber que a vida funciona de maneira muito simples: o que você planta, você colhe. Semelhante atrai semelhante. Seus pensamentos formam suas emoções, que formam suas ações, quem formam a sua história.

Simples assim.

Mas nós deixamos esse entendimento de lado e tornamos tudo muito difícil.

A gente complica, antecipa o futuro, sofre pelo passado que não existe mais, transforma pequenos contratempos em grandes problemas, briga com o que tá dentro, briga com o que tá fora…

Por quê?

Você pode facilitar a sua vida

Será que estamos entediados demais e precisamos criar um desafio para nos distrair? Será que é porque não nos sentimos confortáveis dentro da serenidade, da leveza e da paz? É estranho se sentir tão bem? Será que é porque nos acostumamos ao caos? Será que transformamos a complicação numa necessidade para nos sentirmos vivos?

Sinceramente, por quanto tempo você consegue se manter em plena paz, sem buscar algum problema para resolver?

Se você é ansioso e vive preocupado com o futuro, já parou para reparar em como você está acostumado a acreditar que algo ruim vai acontecer em breve, mas não tenta colocar nem uma gotinha de fé no momento presente? Por que você acredita com tanta certeza na sua imaginação sobre o futuro mas não se dispõe a dar atenção à realidade que está acontecendo aqui agora?

Por que você acredita no ditado popular que diz “o que vem fácil, vai fácil”? Que sentido há nisso? As coisas não podem ser fáceis?

Qual é o problema em ter uma vida fácil, fluida, sem grandes dificuldades? O que tem de errado?

Por que você acha que só tem valor aquilo que é conquistado com muito esforço, com muita dor, com muita dificuldade? E se você começasse a enxergar TUDO o que há na sua vida como incrivelmente valioso, inclusive aquilo que chegou facilmente até você?

Será que é tão difícil assim fazer isso que você quer ou precisa fazer? Será que se você se lembrar de que se trata apenas de uma questão de escolha, não ficará mais fácil escolher a atitude certa?

Isso que hoje você diz que está complicado na sua vida, não existe mesmo uma forma de facilitar, de dar menos voltas em torno da questão e ser mais objetivo e prático na solução?

Você se permite pedir ajuda e ser ajudado? Se a resposta é não, por que não? Qual é o problema em receber ajuda?

Você já tentou tomar posse das suas emoções e reconhecer que você é o dono delas, ao invés de deixá-las descontroladas e soltas por aí sofrendo influências de tudo quanto é energia negativa à sua volta?

Quando está tudo indo bem na sua vida, em algum momento você se lembra de pensar: “olha só quanta coisa boa, tudo está indo bem, eu estou em paz”? E quando algo não vai bem, quantas vezes você repete para si mesmo: “tá tudo errado, minha vida precisa mudar, eu to desesperado”? O quanto você se lembra de agradecer e o quanto se lembra de reclamar? O que é mais comum no seu dia a dia, gratidão ou reclamação? O que é mais automático?

Você pode facilitar a sua vida

Coloquei todas essas questões aqui porque acredito e vejo na minha experiência que o que tem me afastado dessa mania de complicar tudo é justamente isso: QUESTIONAR. Questionar as minhas certezas. Questionar a voz interna que me diz coisas negativas. Questionar se não estou exagerando. Questionar os limites que a minha mente tenta me convencer de que existem. Questionar os meus padrões de pensamento e de ação. Questionar se uma situação é realmente um problema ou apenas uma circunstância que pede uma simples ação para voltar a fluir. Questionar se uma mudança de perspectiva não poderia facilitar tudo.

Não estou dizendo que não existem situações realmente difíceis, e sim que acredito que muitas e muitas vezes a vida se torna extremamente difícil porque nós escolhemos dificultar ao invés de escolher facilitar. Muitas vezes é sim questão de escolha.

Se você acredita que a vida é fácil ou se acredita que ela é difícil, de qualquer maneira você está certo. Se você acredita que pode ou que não pode fazer algo, de qualquer maneira você está certo.

Questione sua perspectiva. Questione suas crenças. Questione sua mente.

Você PODE facilitar a sua vida.

Curta o Desassossegada no Facebook para acompanhar todos os posts e novidades do blog!

Postado por Stephanie Gomes