18.05.15 • Em Comportamento

Nós, seres humanos, estamos sempre em busca do melhor. Melhores dias, melhores rotinas, melhores corpos, melhores condições financeiras, melhores trabalhos… uma vida melhor. Isso pode ser ruim se vivermos renegando a nossa situação atual e acharmos que a vida só será boa quando conquistarmos determinado objetivo, mas pode ser muito bom se usarmos nossa vontade de melhorar para termos motivação, sairmos da inércia e começarmos a buscar caminhos positivos.

5 formas muito simples de mudar sua vida para melhor

Para boa parte destas melhorias que desejamos, infelizmente acreditamos que apenas uma grande mudança fará com que aconteçam, e esquecemos o valor das pequenas atitudes. O resultado? A preguiça, a falta de tempo e as dificuldades – que parecem enormes – nos convencem a deixar as coisas como estão.

Se você já passou – ou está passando – por isso, tenho uma excelente notícia: pequenas atitudes podem produzir mudanças extraordinárias. Duvida? Experimente tentar uma (ou mais) dessas ações por alguns dias:

1) Faça um pouco de exercício

Sem desculpas, um pouquinho de exercício pelo menos três vezes por semana não vai atrapalhar os seus dias nem estragar a sua vida. Muito pelo contrário! Habituar-se a se movimentar vai fazer você dormir melhor, ter mais energia e se sentir mais bonito e motivado. Você não precisa passar horas na academia ou correr longos minutos na esteira, o pouquinho de exercício que puder somar aos seus dias já farão diferença e qualquer atividade que faça você se movimentar serve: dar algumas voltas no quarteirão, colocar músicas que você gosta e dançar, alongar-se enquanto assiste televisão, brincar um pouquinho com seu cachorro no quintal…

2) Encontre uma maneira de fazer as coisas com entusiasmo

É muito bom fazer as coisas com vontade e alegria, não é? O problema é que a gente acha que isso só vai acontecer no dia em que começarmos a fazer aquilo que gostamos, e esquecemos que o importante mesmo é aprender a gostar daquilo que fazemos hoje e descobrirmos uma forma de fazer com entusiasmo. Da tarefa mais divertida à mais entediante, acredite: é possível encontrar entusiasmo para qualquer coisa. Só é preciso um pouco de criatividade e cabeça aberta para tentar uma abordagem diferente. Você pode se propor um desafio no trabalho ou em casa, se gosta de desafios. Pode criar um plano de ação para realizar um sonho, se propondo pequenas metas diárias. Pode arriscar fazer o que você já faz de uma forma diferente, mais ousada, mais criativa. Reinvente sua maneira de encarar as tarefas, o trabalho, os estudos e a busca de seus objetivos de modo que o caminho desperte o seu entusiasmo.

3) Destaque seus pontos positivos

Tem coisa melhor do que gostar de si mesmo? De se olhar no espelho e gostar do que vê, de se orgulhar das suas qualidades, de perceber o quanto você evoluiu… às vezes a gente esquece de dar atenção às coisas boas que temos e elas ficam escondidas não só dos olhos dos outros, mas também dos nossos. Que tal olhar para si em busca daquilo que você tem de bom? Tem muita coisa boa aí que merece ser reconhecida e destacada! Não pense no que você quer mostrar para os outros, pense no que você quer ver mais em você. Se você gosta do seu sorriso, sorria mais e, se gostar, use um batom! Se você canta bem, cante mais e, se tiver vontade, mostre seu talento. Se seu estilo pessoal é único e você o adora, não tenha medo de ousar e use o que faz você se sentir bem. Por aí vai. Reconheça seus pontos positivos – que nada mais são do que aquilo que você gosta em você – e destaque-os.

4) Seja gentil SEMPRE

Gosto muito da frase “Seja gentil sempre que possível. Sempre é possível”. Tente ser gentil mesmo quando seu humor não está dos melhores, mesmo quando a outra pessoa não merecer, mesmo quando tudo parece estar conspirando contra você, mesmo quando não der vontade. Sim, eu sei que nem sempre dá pra conseguir, mas ao menos tente. Se conseguir uma vez ou outra contornar a vontade de ser agressivo sendo gentil, já é um grande avanço, e aos poucos vai ficando mais fácil reagir gentilmente. Cada vez que você evita uma atitude negativa, evita também estimular sentimentos negativos dentro de você. Gentileza é demonstração de paz interior. Grosseria nada mais é do que autossabotagem.

5) Busque inspiração diariamente

Crie o hábito de buscar inspirações positivas e coisas que façam seu coração se encher de boa vontade. Observe pessoas que você admira, preste atenção a gentilezas, olhe fotos bonitas e inspiradoras, leia textos e livros motivadores, procure conhecer histórias de pessoas que realizaram grandes coisas boas e histórias de crescimento e superação, ouça músicas bonitas… Faça algo que te coloque em contato com a positividade todos os dias.

5 formas muito simples de mudar sua vida para melhor

Estas são algumas sugestões de ações simples que podem melhorar muito o seu dia a dia. Além de experimentá-las, tente pensar também sobre o que você gostaria que mudasse para melhor em sua vida e quais pequenas atitudes pode começar a praticar hoje para que esta melhoria aconteça.

O espaço para comentários aqui do blog está sempre aberto para vocês usarem para escrever suas reflexões. Aproveitem essa leitura para refletir e o mais importante: coloquem em prática!

Fotos: 123

Acompanhe o blog pelo Facebook!

Postado por Stephanie Gomes

11.05.15 • Em Atividades, Diversão

É sempre bom ter a companhia dos amigos, da família, do namorado(a) e de outras pessoas que gostamos. Bons relacionamentos fazem bem e são fundamentais para a felicidade, mas tão importante quanto isso é ter um relacionamento bom com você mesmo, para que ficar só não seja uma tarefa árdua e chata – afinal, nem sempre temos alguém por perto.

primeira foto 3

Saber curtir momentos a sós é um excelente indício de que você se relaciona bem consigo mesmo. É claro que isso também tem muito a ver com seus hábitos, costumes e a sua personalidade. Pessoas introvertidas costumam gostar de ficar sozinhas, já as mais extrovertidas geralmente preferem estar acompanhadas. Mas é importante aprender a gostar de estar apenas na própria companhia e de mais ninguém, porque de vez em quando isto certamente irá acontecer.

Quando não tem ninguém para te fazer companhia você se afunda no tédio e fica desanimado? Ou gosta de, de vez em quando, curtir a sua própria companhia? Se faz parte do primeiro grupo, tente entender por que se sente assim. Será que não falta um pouquinho de esforço e vontade para tornar os momentos sozinho mais divertidos e agradáveis?

Independentemente de como se sente, aqui estão algumas ideias de coisas super legais para fazer quando você estiver sozinho e quiser se divertir. Várias opções para você nunca mais desperdiçar seu tempo reclamando e perdendo a chance de aproveitar ótimos momentos:

1) Colocar fones de ouvido e cantar bem alto junto com a música

2) Ir ao cinema – Sim! É ótimo ir ao cinema sozinho ver aquele filme que você tanto queria

3) Escrever cartas (ou emails) – Para amigos, para você mesmo, para alguém que você admira ou quer elogiar…

4) Sair para fotografar – Vá a um lugar que goste e explore a beleza e os detalhes testando ângulos e focos diferentes

fotografar

5) “Spa day” – Uma das coisas que mais gosto de fazer em casa quando estou sozinha: fazer as unhas, hidratar o cabelo, fazer esfoliação, tratar a pele do rosto, passar hidratante…

6) “Zen day” – Tirar algumas horinhas para meditar, acender velas perfumadas ou incensos, ouvir músicas relaxantes, fazer yoga, massagear os pés…

7) Ler debaixo do cobertor

8) Explorar sua cidade, conhecer os pontos turísticos – Visite aquele lugar na sua cidade que ninguém quer ir com você

9) Marcar uma sessão de massagem ou ir ao salão de beleza

10) Fotografar você mesmo e usar a criatividade para fazer fotos legais

11) Testar uma receita nova – Arrisque-se na cozinha!

12) Colorir (ou desenhar, se você gostar)

13) Maratona de filmes – Ver todos os Harry Potter, filmes da Disney, musicais, dvds de shows da sua banda favorita, filmes de terror…

14) Começar uma nova série e assistir uma temporada inteira de uma vez debaixo do cobertor comendo pipoca

15) Entrar em contato com a natureza – Caminhar no parque, ouvir os pássaros cantando, plantar, deitar na grama…

contato com a natureza

16) Organizar suas coisas e deixar o ambiente mais bonito e aconchegante

17) Mudar a decoração do seu quarto

18) Caminhar e refletir sobre a vida

19) Descobrir canais legais no Youtube para assistir (eu adoro assistir canais de youtubers gringas, aproveito para treinar o inglês!)

20) Automassagem – Nos pés é muuuuuito relaxante!

21) Escrever um diário

22) Tentar fazer algo que você tem vontade mas ainda não conseguiu – gravar um vídeo pro Youtube, fazer delineado nos olhos, escrever uma letra de música, meditar…

23) Passar horas explorando uma livraria (ou uma loja de decoração, de artigos musicais, de esportes… o que você gostar mais)

24) Fazer exercícios de autoconhecimento – Tire um tempinho para olhar para si mesmo e tentar se conhecer melhor

25) Descobrir um assunto que te interessa (e que você sabe pouco sobre) e pesquisar para saber mais – Na internet, livros, vídeos, cursos…

26) Comprar suas revistas favoritas e passar horas lendo

ler revistas

27) Montar um mural de inspirações

28) Começar a colocar aquele projeto que não sai da sua mente em prática

29) Fazer algum DIY (faça você mesmo) – Dá pra customizar roupas, criar objetos de decoração, fazer acessórios… não faltam vídeos e blogs ensinando coisas muito legais de fazer!

30) Escrever, desenhar, rabiscar – Use papel e caneta para colocar seus sentimentos para fora

31) Fazer um curso online de algo que tem vontade de aprender – Yoga, maquiagem, velas, idiomas, programação, design, photoshop, jardinagem… opções não faltam!

32) Comprar um quebra-cabeças gigantesco e desafiar-se a terminá-lo sozinho

33) Fazer um bolo e comer ainda quentinho com uma xícara de café ou chocolate quente

34) Experimentar um novo hobby – De preferência um que você nunca tentou ou pensou em tentar, saia da zona de conforto!

35) Dançar sozinho no seu quarto – Vale colocar um dvd ou vídeo no Youtube para aprender uma coreografia

Tem alguma outra coisa que você gosta de fazer quando está sozinho? Conte nos comentários!

Acompanhe o blog pelo Facebook!

Postado por Stephanie Gomes

27.04.15 • Em Atividades, Bem-estar, Livros

Os livros de colorir para adultos dispensam apresentações, todo mundo já deve ter visto uma foto postada por alguém, reportagens na televisão ou blogs falando sobre o assunto.

A febre tem motivo: os livros são lindos, divertidos, a ideia é super diferente e realmente funciona contra o stress e a ansiedade! Falo isso por experiência própria, mas você pode perguntar a qualquer pessoa que já tenha experimentado. Não conheço ninguém que diga que não sentiu nenhum benefício ao começar a colorir.

Minha experiência com os livros de colorir anti-stress - Floresta Encantada

Eu comprei o Floresta Encantada há duas semanas e desde então não deixei passar um dia sem colorir pelo menos por alguns minutos, porque a atividade realmente tem me feito muito bem. O livro não poderia ter chegado em melhor hora, já que ultimamente tenho enfrentado algumas crises de ansiedade e estou em busca de meios para me sentir melhor e esvaziar a mente. Parece exagero, mas não é: passar algumas horas colorindo fez os pensamentos negativos insistentes sumirem! Para mim, isso tem funcionado como uma meditação, porque fico concentrada e não penso em nada, sem fazer esforço nenhum para que isso aconteça.

Minha experiência com os livros de colorir anti-stress

Acompanho no instagram alguns perfis que publicam fotos de pinturas maravilhosas (como este) e acho muito inspiradoras, mas como podem ver pelas fotos, não sou uma super pintora profissional, não uso técnicas e não busco perfeição. Adoraria ser talentosa e fazer trabalhos lindos, mas por outro lado acho ótimo que eu não seja tão habilidosa porque isso tem me ajudado a exercitar minha aceitação e conter o perfeccionismo, conseguindo fazer disso uma atividade leve, sem pressões e expectativas. A graça é simplesmente pintar. Apenas porque é divertido e eu gosto, simples assim. Acredito que esteja funcionando para mim como um exercício para aprender a lidar desta mesma forma com outras situações da vida.

DSC00504

Se você está em busca de uma boa terapia antiestresse e ainda não encontrou algo que funcione para você, vale a pena experimentar os livros para colorir. Ultimamente nada andava funcionando para eu relaxar e esvaziar a mente e este livro conseguiu me ajudar muito. É simples, barato (com 50 reais dá pra comprar o livro e os lápis de cor), cheio de benefícios para a mente e o bem-estar e indicado para qualquer idade.

DSC00503

Os benefícios:

  • Exercita o cérebro, nos estimulando a pensar criativamente
  • Exercita a atenção e a concentração
  • É um passatempo muito melhor e mais benéfico do que ficar olhando fotos no instagram ou rolando a timeline do Facebook
  • Todo o processo é super divertido: escolher o desenho, analisar, pensar nas cores, começar, ver a evolução e depois o resultado final
  • Faz soltar a imaginação (coisa que adultos fazem muito pouco e deveriam se permitir fazer mais)
  • Ajuda a desacelerar, esfriar a cabeça, descansar a mente
  • É uma forma de ter um momento só seu no dia a dia, fazendo algo que gosta

Dicas para aproveitar a atividade:

  • Esqueça o perfeccionismo. Os livros de colorir são para relaxar e se divertir, não para ficar neurótico com perfeição. Você não precisa saber técnicas ou ter lápis de cor profissionais, apenas divirta-se!
  • Se nesse momento você tem outras prioridades e não quer gastar dinheiro com o livro, uma ótima notícia: tem muitos desenhos na internet, é só imprimir e colorir! Procure por “adult coloring” no Pinterest.
  • Faça com outras pessoas! É muito legal reunir amigos ou familiares que também gostaram da ideia de colorir para fazerem isso juntos.
  • Se quiser, coloque uma música que você gosta para tocar enquanto colore e cante junto. Não tem forma melhor de tirar os pensamentos da cabeça, relaxar e aproveitar o momento. Eu faço isso sempre!

Mais alguns desenhos do Floresta Encantada:

Livro Floresta Encantada

Livro Floresta Encantada

Livro Floresta Encantada

Livro Floresta Encantada

Eu escolhi o Floresta Encantada porque achei que ele tinha desenhos mais variados, mas quando fui comprar fiquei muito em dúvida entre ele e o Jardim Secreto, que também é lindo e da mesma autora (e boa notícia: ela já está desenhando o terceiro livro que terá como tema o fundo do mar!). Nas livrarias e na internet também dá pra achar várias outras opções: Floresta Mágica, Mindfulness, Fantasia Celta, Mil e uma noites e muitos outros provavelmente ainda serão lançados.

Você também já se rendeu aos livros de colorir? Quais benefícios percebeu com a atividade? Conte nos comentários!

Postado por Stephanie Gomes

20.04.15 • Em Comportamento

Viver o presente é, definitivamente, a lição mais importante a aprender quando o assunto é felicidade. Porém, ao contrário do que pode parecer, estar no presente não significa ignorar o futuro e esquecer o passado. Em nossas lembranças estão todas as coisas que aprendemos, conquistamos e vivemos, e em nossos pensamentos sobre o futuro estão nossos sonhos, planos e objetivos. Tudo isso é importante para a felicidade e formam uma coisa só: você!

12 coisas que você pode fazer hoje pelo bem do seu futuro

Por isso que, quando falamos em futuro, não estamos excluindo o presente. E o mesmo vale para o passado. O que você planta hoje, você começa a colher hoje mesmo. Quando conquista algo grande após muito tempo trabalhando por isso, não é porque você plantou isso num passado distante, e sim porque vem semeando desde então. O dia da conquista nada mais é do que mais um dia da sua batalha.

O título do post fala sobre coisas que você pode fazer hoje pelo bem do seu futuro, mas, na verdade, tudo o que você faz de bom hoje é também pelo bem de hoje! Toda essa lista é tão importante para a felicidade no presente quanto no futuro. O “bônus” de tudo isso é a certeza de colher bons frutos lá na frente, por isso são ações que valem muito a pena praticar.

1) Aprender, aprender e aprender!

Habilidades, cultura e conhecimento nunca são demais. Aprenda a gostar de aprender buscando coisas que te interessam e formas legais de aprendê-las, sem obrigações e pressa. Eu sou o tipo de pessoa que se interessa por vários assuntos e estou sempre descobrindo interesses novos. Nem sempre eles parecem proporcionar aprendizados úteis, mas na verdade tudo o que você aprende, experimenta, lê sobre e procura saber acrescenta algo no seu repertório. Por exemplo:  se você ama cozinhar, aprender sobre culinária saudável é muito proveitoso. Se gosta de algum tipo de arte, tem muito a aprender sobre a sua história e pode aprender a praticar, adquirindo habilidades. Se se interessa por comportamento, vai adorar aprender sobre psicologia. Se acha interessante a cultura de um país, pode tentar aprender seu idioma. E por aí vai.

2) Adquirir independência

Sabe aquelas coisas que você sempre depende que alguém faça por você? Dirigir, cozinhar, interpretar mapas, consertar coisas… por que você mesmo não aprende a fazer isso? Provavelmente não aprendeu até agora justamente porque tinha alguém que fizesse no seu lugar. Pode parecer que isso não faz diferença, mas faz! E independência não se trata só de tarefas. É importante adquirir independência emocional, financeira, saber ser feliz quando está sozinho… Para conseguir isso, uma palavra é o que você precisa: atitude. Comece hoje a atuar em sua vida buscando autonomia e iniciativa e fuja da dependência.

independencia

3) Cuidar da sua saúde mental 

Corpo são e mente sã. Se tem algo que aprendi na vida e gostaria de compartilhar com todo mundo é a importância dessa união. Se a mente não está bem, pode ter certeza que de alguma forma isso afeta o seu organismo. Se você cuida bem da saúde da sua mente, viverá bem hoje e colherá o melhor daqui alguns anos. Evitar o stress, buscar ajuda para tratar a ansiedade e a depressão, respeitar a si mesmo, aprender a relaxar, manter o equilíbrio entre obrigações, lazer e descanso, alimentar pensamentos e atitudes positivas… tudo isso faz uma grande diferença tanto hoje como no futuro.

4) Cuidar da saúde do corpo

Somos indivíduos imediatistas, o que quer dizer que nos preocupamos pouco com consequências de um futuro distante e nos importamos apenas com aquilo que sabemos que pode ou irá acontecer num futuro próximo. “Por que me preocupar com a minha alimentação se só tenho 20 e tantos anos? Sou tão nova!”. Eu já pensei assim e só mudei depois de passar por um problema complicado de saúde. Mas quem nunca passou por algo parecido geralmente não se importa e acha que só precisa pensar nisso lá na frente. Grande engano, por dois motivos: 1) a forma como você se cuida hoje vai impactar fortemente a sua saúde no futuro e pode complicar muito a sua vida aos 40, 50, 60, 70 anos, e 2) nem sempre as consequências aparecem somente no futuro, elas podem surgir também aos 20 ou 30 anos. Seu corpo é sua casa, cuide bem dele! E você não precisa sofrer para isso. Descubra uma atividade física que você goste (ou escolha várias e vá variando) e inclua alimentos saudáveis na sua atual rotina. Não complique e encontre prazer em cuidar de você.

5) Observar suas atitudes e dar-se a chance de mudá-las

Se você é do tipo “personalidade forte” e “não dá o braço a torcer” talvez esteja desperdiçando diversas chances maravilhosas de se tornar uma pessoa melhor e até ser mais feliz. Que tal tentar ser um pouco mais flexível e se perguntar em que poderia melhorar? Ninguém é e ninguém nunca será perfeito, é justamente por isso que você deveria estar mais aberto a mudanças internas. Há sempre algo a melhorar! Você não precisa mudar seu jeito de ser, mas pense em quais pequenas atitudes podem fazer de você uma pessoa melhor, melhorar o seu dia a dia e a sua relação com o mundo e as pessoas ao redor. Em um futuro próximo você já perceberá grandes mudanças. E quanto mais disposto a melhorar você estiver, melhor seu futuro será.

6) Construir boas lembranças

Construir lembranças é bom para o passado, o presente e o futuro.  Nada mais gratificante do que olhar para trás com a certeza e o sentimento de paz por ter certeza de estar fazendo sua vida valer a pena. E não há melhor forma de ser feliz do que viver integralmente, de corpo e alma, cada momento. Lembranças não precisam ser grandiosas. Tenho alguns momentos muito especiais guardados na memória que na verdade não têm nada de extraordinário e não aconteceram em lugares incríveis, mas são lembranças que têm um lugar especial dentro de mim pelo simples fato de me fazerem feliz cada vez que penso nelas. É mais disso que quero ter na minha memória para lembrar hoje, amanhã e sempre.

12 coisas que você pode fazer hoje pelo bem do seu futuro

7) Não desistir

A única diferença entre quem conseguiu o que queria e quem não conseguiu é que o primeiro não desistiu. Não é que a vida tem que se resumir a uma dura e cansativa batalha por objetivos atrás de objetivos, mas se você tem um sonho ou uma vontade, ninguém pode te dizer que você não pode conseguir. A única pessoa que pode interromper seus planos é você mesmo, caso opte por desistir. Grandes sonhos pedem tempo, paciência e dedicação. O que não faltam são exemplos de pessoas que perseveraram nas mais improváveis condições para provar que tudo é sim possível. Para elas, desistir não foi uma opção e pode ter certeza que elas não se arrependem disso. Se em algum momento você cansar, descanse. Mas faça um favor pelo seu futuro: não desista de ser feliz da forma que você quer.

8) Guardar dinheiro

Pode até ser que você não tenha nenhum objetivo que precise de bastante dinheiro imediatamente, mas em algum momento pode ter certeza que terá e vai agradecer muito por ter começado a economizar o quanto antes. Dinheiro não é nem deve ser visto como vilão ou problema. Ter um relacionamento saudável e são com o dinheiro é a melhor forma de não ter problemas financeiros e evitar preocupações. Guardar uma quantia do que você ganha – mesmo que seja pequena – é uma atitude inteligente pelo seu futuro.

9) Aprender a lidar com dinheiro

Comprar é muito legal e todo mundo gosta, inclusive eu. Quando comecei a trabalhar eu gastava todo o dinheiro que ganhava sem pensar muito no que estava comprando. Mas chega um determinado momento em que as prioridades mudam, os sonhos ficam maiores e a gente precisa começar a pensar antes de gastar, senão as coisas importantes acabam ficando pra trás e aquela velha desculpa “não consigo porque não tenho dinheiro” vira nosso lema de vida. Quanto antes você aprender a valorizar seu dinheiro e gastá-lo com consciência e inteligência, mais benefícios terá. Pense sempre dez, cem, mil ou quantas vezes precisar antes de gastar seu dinheiro com coisas. Descubra como fazer seu dinheiro ser investido em felicidade e crescimento pessoal. Seja forte diante dos impulsos. Quando começar a ver que está investindo em coisas que realmente são importantes, valem a pena e te fazem feliz, você nunca mais vai voltar a desperdiçá-lo.

10) Manter contato com amigos e família

O tempo vai passando, a gente vai crescendo, as tarefas aumentando e o tempo que temos para estar com as pessoas diminuindo. Se não prestarmos atenção, acabamos abandonando as pessoas e nos tornando cada vez mais solitários e distantes, e pessoas que um dia foram tão queridas e especiais acabam se tornando quase desconhecidas. Já falei aqui algumas vezes, mas repito: as pessoas são importantes. Relacionamentos são importantes para a nossa felicidade, mas é comum ignorarmos isso e só percebermos quando nos vemos totalmente sozinhos sentindo falta da presença de alguém que possamos confiar e que nos faça bem. Faça um esforço para não se afastar destas pessoas, pelo bem tanto do seu presente como do seu futuro.

amigos

11) Perdoar

Não falo apenas do perdão fácil, aquele de desculpar o vizinho pela briga por causa do barulho ou esquecer o que aquele parente falou no Natal que te fez passar vergonha. Falo principalmente do perdão mais difícil, aquele que te abala só de lembrar, que desperta sentimentos negativos em você, que faz você sentir mágoa e vontade de se vingar, aquele que você acha que nunca poderá perdoar. Mas sim, você pode. Faça isso por você, por mais difícil que seja, porque você não quer nem merece ficar carregando sentimentos ruins e mágoas a vida toda.

12) Não se conformar com aquilo que não te faz feliz

Um dos arrependimentos mais comuns das pessoas nos seus últimos anos de vida é não ter batalhado por aquilo que realmente queriam, por medo de perderem a segurança, o conforto e a estabilidade. Muita gente vive em um estado de conformidade em relação a tudo por medo, hábito ou para seguir o que a sociedade diz que é o certo. Então ficam presos em relacionamentos ruins, empregos sem propósito, rotinas entediantes… e reclamam de tudo isso a vida toda, mas nada fazem para mudar. Se este é o seu caso e você não está feliz com a vida que tem levado, comece agora a realizar a mudança. Se não te faz feliz, MUDE! Não complique, não espere, não lamente, não deixe como está, não empurre com a barriga, não ignore. Aja! Não desista de lutar pela vida que você deseja ter.

Fotos: 123 - 4

Postado por Stephanie Gomes

13.04.15 • Em Reflexão

Nunca esqueço as palavras de um professor que fez o discurso de uma formatura a que assisti. Ele terminou dizendo aos alunos: “obrigada por fazerem parte do maior bem que eu possuo na vida: a minha história”. Estas palavras ficaram se repetindo na minha cabeça e eu fiz questão de anotá-las para sempre me lembrar disso: minha história é o meu maior bem. Porque o meu maior bem não são as coisas materiais que eu tenho, não são as minhas conquistas, nem mesmo são as coisas que eu estudei e aprendi. Meu maior bem é o que eu decidi fazer com tudo isso.

jbjn

Você pode ter conquistado um monte de coisas grandiosas e lindas: uma casa espaçosa e bem decorada, um carro bonito, roupas legais… pode também ter estudado coisas interessantíssimas, falar vários idiomas, conhecer um monte de países, ser extremamente culto, possuir uma habilidade que poucos têm, ter troféus, medalhas, prêmios, publicações… Estas coisas são realmente maravilhosas e eu também adoraria tê-las, mas acho importante levantar alguma questões: o que você faz com tudo isso? Aproveita bem estas coisas? As usa para ser feliz? Elas fazem diferença na sua história ou apenas existem nela?

Sua história não é o que você viu, mas o que sentiu ao ver. Não é o que você escutou, e sim como as palavras te tocaram ou fizeram você se transformar. Não são os lugares que você visitou, mas a emoção que seus olhos levaram até seu coração. Não são as pessoas que conheceu, mas o quanto as amou ou odiou. Não é o que aprendeu, mas como usou seu conhecimento. Não são os seus medos, mas a sua decisão diante deles. Não são as suas oportunidades, e sim as suas escolhas.

O que importa não é o que há na sua vida, mas o que você faz com isso. É o que você faz com o que há na sua vida que cria o enredo da sua história. O resto é apenas contexto e cenário.

Se você pudesse escrever um livro e depois vivê-lo, como seria a história dele? Escreveria um livro de viagens ao redor do mundo? Uma história de amor? Criaria um lugar lindo e mágico para estar? Viveria em um lugar bem sofisticado? Excelente, já temos o seu cenário.

Agora, o que você gostaria de fazer neste cenário? Que sensações quer sentir? Como quer aproveitar? Ampliando seus horizontes e aprendendo muitas coisas diferentes? Amando intensamente? Surpreendendo seus olhos? Aproveitando bons momentos com as pessoas que ama? Trabalhando com aquilo que gosta de fazer? Dando muitas risadas? Mudando o mundo para melhor? Conhecendo a si mesmo? Vendo a vida com os olhos de uma criança? Explorando o mundo?

9ed1945eb0352298282e93f70f63dfb8

Hoje eu sei que quero algumas coisas na minha história: quero me surpreender vendo com meus próprios olhos quantas coisas incríveis há no mundo – e acreditar cada vez mais que o mundo é sim um lugar maravilhoso. Quero saber que estou evoluindo, aprendendo e crescendo. Quero sonhar, porque descobri que não existe fonte maior de força e determinação para mim do que os meus sonhos e quero ser alguém que trabalha por seus objetivos e os realiza. Quero encontrar felicidade nas coisas simples. Quero aproveitar todas as oportunidades possíveis de estar feliz ao lado das pessoas que eu amo. Quero menos objetos e mais emoções. Quero tranquilidade e aventura ao mesmo tempo.

O que quero dizer é: o “como viver” é mais importante do que o “com o que viver”. Primeiro pense em como você quer que seja a sua vida, e só depois pense no que precisa. Procure descobrir não só o que você quer, mas o que pretende fazer com tudo isso. Autoconhecimento é isso: fazer a pergunta não óbvia.

É claro que a vida não é um livro que a gente escreve e depois vai viver já sabendo tudo o que vai acontecer. No meio de tudo vai haver decepções, tristeza, dor, saudade, obstáculos, surpresas, mudanças… É inevitável para todo mundo. Mas o “lado ruim” também entra na regra: não importa o que te aconteceu, mas o que você decidiu fazer com o que te aconteceu. A sua história não é o que há ao seu redor, mas o que você escolhe fazer tanto em relação às coisas boas como às ruins.

31a431f148a0232c561457cba2f77b28

Como é a vida que você quer viver?

Vá buscá-la.

Postado por Stephanie Gomes