31.10.13 • Em Livros, Saúde

capa

A proposta do livro Os segredos das pessoas que nunca ficam doentes é ensinar a quem lê o que é necessário para se tornar um “supersaudável”. O livro conta histórias de diversas pessoas em diferentes faixas etárias que têm uma saúde de ferro e nunca ficam doentes. O autor, Gene Stone, foi atrás dessas pessoas a fim de conhecer os segredos delas para manterem seus organismos perfeitos e longe de enfermidades, e reuniu todo esse material em um livro bastante útil e interessante.

Há alguns segredos no livro que são complicados de aplicar, como tomar banho frio todos os dias pela manhã, fazer irrigação colônica, colocar um dente de alho na boca ou mergulhar a cabeça na água oxigenada, mas é interessante conhecer as teorias e estudos que explicam por que tudo isso faz bem.

Todas as dicas compartilhadas contém explicações, evidências ou estudos que comprovam a sua eficácia. Há também receitas e passo a passo para colocar os segredos em prática. Escolhi as dez melhores e mais aplicáveis entre elas, que são possíveis e fáceis de serem testadas e aderidas:

Muitos nutrientes, poucas calorias

O primeiro segredo diz respeito às pessoas que vivem nas chamadas “Zonas Azuis”, lugares quem têm qualidade de vida excelente, com bons hábitos, alimentação livre de substâncias tóxicas, pouca poluição e menos stress. Só existem cinco lugares no mundo considerados como zonas azuis, nenhum deles no Brasil, portanto, essa solução não é nem um pouco acessível. Mas há algo que podemos aprender com os habitantes dessas áreas: seguir uma dieta rica em nutrientes e pobre em calorias. Evitar ao máximo alimentos industrializados e açúcar, aumentar a ingestão de folhas verdes e vegetais e procurar reduzir as calorias ingeridas diariamente, fazendo refeições maiores no almoço e reduzindo a quantidade no jantar, comendo mais proteínas do que carboidratos.

Chá verde e outras ervas

Além das verduras, legumes e frutas, há algo importante que você pode tirar da natureza para beneficiar sua saúde: ervas. Apesar de a ciência desprezar o poder dos remédios herbais, ainda hoje existem inúmeros medicamentos derivados de fontes vegetais. As plantas têm o poder de aliviar a pressão sanguínea, estimular o sistema nervoso, destruir microorganismos nocivos e impulsionar o sistema imunológico. Há diversas espécies disponíveis, que podem ser adicionadas a pratos ou feitas em forma de chá. A mais comentada no livro é o chá verde, bastante conhecido por quem quer emagrecer por acelerar o metabolismo e ajudar a queimar gordura, e que também é repleto de antioxidantes, que destroem os radicais livres que causam danos às células, modificam o DNA e contribuem para doenças crônicas. O chá verde também protege contra doenças no fígado, controla o açúcar do sangue, diminui o colesterol ruim e aumenta o colesterol bom. O ideal é consumi-lo a partir das folhas soltas, pois o chá em saquinho perde nutrientes ao ser picado.

Cha verde

Canja de galinha

Existe um ditado que diz: “Cautela e canja de galinha não fazem mal a ninguém”. A sabedoria popular já sabe há muito tempo que canja de galinha combate resfriados e aumenta a imunidade, mas pouco se fala a respeito dos outros benefícios que ela agrega à nossa saúde. Pesquisadores descobriram que o conjunto de vitaminas e nutrientes contidos na refeição tem efeito anti-inflamatório e ajudam a combater a pressão arterial elevada. Uma das pesquisas sobre a canja diz que o que menos importa entre os ingredientes é a galinha. O que a faz tão saudável são os outros ingredientes. A cebola, por exemplo, tem proteína, cálcio e vitaminas C e E. Nabos são ricos em betacaroteno e protegem as mucosas contra células cancerígenas. O aipo é conhecido por promover o relaxamento. Todos esses ingredientes juntos não poderiam resultar em nada menos do que uma super refeição extremamente saudável. E o melhor de tudo: é uma delícia!

Amigos

“Você tem de ter amigos. Parece óbvio, exceto pelo fato de que muitas pessoas não têm”. Mais uma consequência dos tempos modernos: raramento interagimos socialmente além do nível superficial. Mas ter muitos amigos e ser uma pessoa sociável faz bem para a saúde e é o segredo que um dos entrevistados do livro acredita ser a chave para sua saúde perfeita. A sociabilidade aumenta a autoestima , o que fortalece o sistema imunológico. Ter amigos reduz o estresse e a ansiedade e vários estudos atestam que ter apoio social diminui a palpitação cardíaca e a pressão arterial, e que pessoas que têm apoio de amigos e familiares possuem menos substâncias inflamatórias no sangue. Não existe uma fórmula para se fazer amigos, o livro fala de algumas dicas básicas, como aproveitar os lugares que você frequenta (trabalho, igreja, clube) para tomar a iniciativa de falar com alguém, ouvir mais e falar menos, conversar sobre interesses pessoais ao invés de puxar conversa sobre trabalho e família, ser solidário e procurar manter contato além das redes sociais.

Os segredos das pessoas que nunca ficam doentes

Equilíbrio do pH

Quatro alimentos alcalinos para um ácido. Essa fórmula é um dos segredos mais interessantes encontrados no livro. “Os vírus, o câncer e a maioria das doenças não sobrevivem num ambiente alcalinizado”. O pH do ser humano funciona melhor quando é ligeiramente alcalino. Mas o que são os alcalinos e os ácidos? Entre os alimentos que acidificam o organismo estão: óleo de milho e girassol, arroz, trigo, manteiga, queijo, leite, amendoim, uva, laranja, pêssego, ameixa, morango, carne vermelha, frango, peixe, café, bebidas alcoólicas e açúcar. Estes devem ter consumo moderado. Já os alimentos alcalinizados, devem aparecer constantemente nas refeições. Alguns exemplos deles são: azeite de oliva, aspargo, brócolis, repolho, cenoura, couve-flor, aipo, alho, alface, cebola, ervilha, pimentão, espinafre, abacate, tomate, feijão, lentilha e soja. Olhando a lista de alimentos ácidos é possível perceber que eles são muito mais comuns na dieta da maioria das pessoas do que os alcalinos, e isso promove um impacto negativo na nossa saúde. Além dos alimentos, o livro aponta também mais duas formas de equilibrar o pH: fazer atividade física, pois ela ajuda a facilitar a oxidação dos ácidos e controlar o estresse, que é também uma causa comum da acidificação.

Atitude positiva

Muita gente acredita que o pensamento positivo é essencial para a saúde, mas poucos são os que aplicam isso no dia a dia. Quando trata-se de preocupações relacionadas à saúde, a situação fica ainda mais difícil. Basta um sintoma ou algo diferente em nosso corpo para uma avalanche de pensamentos negativos invadirem a nossa mente. Existem inúmeras histórias de pessoas que se curaram ou pelo menos melhoraram suas condições de saúde com a ajuda da fé combinada a atitudes positivas. E essas pessoas não têm dúvidas do quanto a positividade teve impôrtancia na sua recuperação (posso garantir isso porque sou uma dessas pessoas e conheço outras que acreditam na mesma coisa). Algumas dicas do livro para adquirir uma atitude positiva: entenda que nenhum órgão interno é separado dos nossos pensamentos; viva o agora, ao invés de ficar pensando em medos e preocupações; reserve alguns minutos do seu dia para meditar sobre uma imagem positiva: um pôr do sol, um céu noturno, o rosto de uma criança; sinta gratidão por tudo que está dando certo na sua vida e não fique obcecado pelo que deu errado; e tome a iniciativa de ajudar os outros, pois isso gera energia positiva para você.

Corrida

Impossível falar de saúde e não citar atividade física. O livro destaca a corrida, por ser um exercício aeróbico com vários benefícios: reduz o risco de doença cardíaca e o desenvolvimento de diabetes, pressão alta, câncer de cólon e de mama e diminui a depressão e a ansiedade. A atividade também merece destaque por ser extremamente simples de ser aderida, basta começar. É recomendado conversar com um médico antes para verificar se você não tem nenhuma contra-indicação, mas é provável que você possa praticá-la sem problemas. O ideal são 30 minutos de atividade moderada cinco vezes por semana. No início você pode alternar entre andar e correr e aos poucos melhorar seu desempenho.

Soneca

“Existe apenas uma coisa de que as pessoas gostam e que é benéfica para elas: uma boa noite de sono”. O livro defende que um dos segredos da boa saúde é dormir. Mas não só dormir as oito horas diárias à noite, e sim incluir cochilos de meia hora distribuídos durante o dia. A privação de sono provoca exaustão, o que diminui a produção do hormônio do crescimento, limitando a capacidade do organismo de se recuperar e causando efeito degenerativo sobre a saúde. Assim como o estresse, a falta de sono está relacionada ao comprometimento da função imunológica. Esse é um segredo complicado para a maioria das pessoas, mas, se você consegue tirar um cochilo em casa no horário de almoço ou se houver um espaço no trabalho onde possa descansar por alguns minutos, testar essa ideia pode ser uma boa maneira de melhorar a sua saúde.

Os segredos das pessoas que nunca ficam doentes Soneca

Espiritualidade

“…finalmente comecei a me interessar por algo além de mim mesmo”. É assim que um dos supersaudáveis do livro termina o seu depoimento contando como encontrou na espiritualidade o segredo para sua saúde. Não há provas de que a fé possa nos manter saudáveis ou curar doenças, mas cada vez tem aumentado mais o interesse das pessoas pelo assunto, que antes era visto com total ceticismo. Há uma enorme variedade de práticas espirituais, não somente as voltadas para religiões tradicionais. Há quem acredite em um poder superior e há quem encontre na natureza, na música, na arte, na meditação, entre outras. Pesquisas mostram que pessoas espiritualizadas tem melhor funcionamento do sistema imunológico. Não existe uma maneira única de tornar-se espiritualizado. Algumas pessoas são ou aprendem a ser desde crianças, ou têm mesmo uma inclinação à fé. Outras descobrem algum tipo de manifestação ou valor que as leva para o caminho espiritual. Uma frase do livro que resume bem como funciona a espiritualidade em nossa saúde é: “A conexão entre espiritualidade e saúde pode residir menos no que as pessoas acreditam e mais em quão fortemente acreditam”.

Alongamento

Acho que essa é a dica mais simples e fácil de ser aderida de todo o livro. Você pode se alongar em qualquer lugar, basta ter algum espaço para isso. E também não precisa ter várias horas livres no seu dia para fazê-lo. Você pode alongar o corpo durante cinco minutos antes de dormir ou ao acordar, enquanto assiste televisão, no banho, na academia… Além de fundamental para a saúde dos músculos, o alongamento é uma ótima maneira de aliviar a tensão. Para fazer efeito, o ideal é que ele se torne um hábito. No livro, são mostrados seis exercícios para uma sessão de alongamento. Entre eles o que achei mais legal foi o primeiro: em pé, com os pés um pouco separados, abra os braços e levante-os até a altura dos ombros. A palma da mão esquerda deve estar virada para baixo e a da direita para cima. Tente permanecer assim por dez minutos. Quando não estiver mais aguentando, levante-os lentamente, ainda esticados, acima da sua cabeça. Depois, abaixe-os.

Fiquei abismada quando parei pra pensar e percebi que não pratico, efetivamente, nenhuma dessas dicas, apesar de serem tão simples. A leitura do livro foi excelente para me motivar a começar.

Alguém já conhecia e praticava/pratica algum desses segredos? Conhece outros? Contem nos comentários!

Fotos: 123

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postado por Stephanie Gomes

Comente usando seu Facebook






Comentar

Nome:

Email:

Site/Blog: