03.12.13 • Em Livros

Louco por Viver livroÉ essa a proposta do último livro do Roberto Shinyashiki, Louco por Viver: mostrar o que precisamos fazer e aprender para nos tornamos apaixonados pela vida e vivermos intensamente. Sabe aquele livro que, durante a leitura, você se pega balançando a cabeça várias vezes e pensando “é assim mesmo…”? É difícil não se identificar com as situações e sentimentos expostos pelo autor. Se você anda precisando de motivação para recuperar a empolgação pela vida, recomendo que leia Louco por Viver e siga à risca tudo o que ele ensina.

Escolhi algumas dicas do livro para listar aqui, mas recomendo que quem se interessa pelo assunto leia-o inteiro para aproveitar o conteúdo por completo. Vale a pena.

Respeite o que alimenta a sua alma

“Saiba o que alimenta sua alma e respeite essa necessidade”. Significa descobrir exatamente o que te faz feliz e alimentar a sua vida o máximo que puder com isso. Quando você tem um propósito, uma causa ou um projeto em que acredita, nunca se sentirá perdido e sempre saberá qual direção deve seguir. Em outras palavras: ouça e respeite o que seu coração deseja, só assim sua vida fará sentido e você será feliz. Se não pensar desta forma, seguirá conquistando objetivos que não condizem com o que sua alma necessita e estará cada vez mais distante do que te dá prazer em viver. Isso só muda quando você passa a dar proridade às coisas pelas quais é apaixonado e as faz com vontade e paixão.

Livro Louco por Viver - Roberto Shinyashiki

Defina o que é qualidade de vida para você

O você chama de qualidade de vida? Morar em um lugar tranquilo, pacato, onde as atividades são pescar, ler e descansar, ou em uma cidade agitada, com muita atividade noturna, shows, restaurantes e coisas diferentes para fazer? Não existe resposta certa ou errada para esta pergunta. Na verdade, ela só serve para você entender melhor a si mesmo e saber como deseja viver. Cada um chama de qualidade de vida aquilo que enxerga como tal. Ao invés de achar que o correto é gostar de viver de uma maneira ou outra, descubra o que te faz feliz e procure viver desta forma.

A felicidade envolve correr riscos

Ao se declarar para alguém, você corre o risco de ser rejeitado. Quando abre um negócio, ele pode não dar certo e você perder todo o dinheiro investido. Ao pedir algo a alguém, pode receber um “não” como resposta. Mas a busca pela felicidade envolve correr riscos e deixar a segurança um pouco de lado, porque a preocupação em estar sempre seguro pode estar te impedindo de viver intensamente. Encarar as mudanças, dar-se a chance de experimentar coisas novas e arriscar é o que faz você se sentir vivo e ter momentos felizes. Apegar-se a segurança te limita e faz com que você perca a chance de viver emoções intensas e enriquecedoras.

Problemas não trazem infelicidade

O que te faz infeliz é obrigar-se a fazer coisas que não condizem com o que você quer, como trabalhar com algo que não te inspira, estar em um relacionamento ruim por não ter coragem de colocar um ponto final ou dizer sim quando quer dizer não. Todas as pessoas têm problemas. Todas. Mas entre elas, é feliz quem é capaz de viver apesar deles, que não se deixam ser tomadas pelo mau humor ou pela revolta e fazem dos obstáculos uma motivação para melhorar. “Problemas não são castigos, mas uma oportunidade para você aumentar sua capacidade de resolvê-los”.

Conquiste a si mesmo

Paquere-se. Isso mesmo, aprenda a paquerar a si mesmo. Se uma pessoa estivesse apaixonada por você, ela procuraria saber e fazer o que você gosta para te conquistar. Portanto, se você for apaixonado por si mesmo, fará a mesma coisa por você! Mas, antes disso, precisa ser honesto consigo e descobrir quem você é, o que sente, o que busca e também o que não quer. Quem não se conhece vive indeciso, dando voltas e fazendo mudanças que trazem felicidade e acumulam frustrações.

Sua felicidade é mais importante do que a sua imagem

Simplesmente pare de se importar com o que os outros pensam de você, ou então conforme-se em não ser tão feliz como poderia ser se não se importasse tanto com a opinião alheia. Em certas situações pode ser difícil enfrentar o mundo e impor as próprias vontades, mas pior do que isso é sujeitar-se a viver infeliz para satisfazer os outros. Sim, de vez em quando é preciso chutar o balde, ignorar o falatório e “sair mal na foto” se quiser viver a própria alegria, ao invés de somente fazer a felicidade dos outros.

Livro Louco por Viver

Nao faça das suas metas um peso

“Imaginar que você vai ser feliz no futuro, quando realizar um objetivo, é fazer da sua vida um peso a ser carregado”. Uma das coisas que mais atrapalha a felicidade é ligá-la totalmente à realização de objetivos. Fazendo isso, estamos colocando ela sempre no futuro e deixamos de ser felizes no momento mais importante, que é o agora. Metas são fundamentais na vida de qualquer pessoa, mas não podemos deixar que a felicidade dependa exclusivamente da realização dos nossos sonhos. Precisamos aprender a curtir o processo, não somente o resultado.

Corrija seu caminho

Talvez seja esse o problema: você está no caminho errado. Quando um problema se repete, pode ser um sinal de que você não está indo para onde deveria ir. Mas sem desespero! Nunca é tarde para corrigir seu caminho. Preste atenção aos sinais que a vida dá: fadiga, insônia, dores de cabeça e desânimo são exemplos de avisos claros de que você está se distanciando da felicidade. Nesse caso, só há uma solução: olhar para dentro de si, descobrir o que está te fazendo mal e mudar.

Vá atras do que lhe dá frio na espinha

Realizar objetivos vai muito além da sua profissão e de seus relacionamentos. A felicidade existe em diversas formas e, para praticá-las, você precisa aceitar o medo e seguir em frente. O medo não é um sinal de que você deve parar, muito pelo contrário, ele indica que você não deve desistir, afinal está diante de algo importante. Nunca permita que uma simples tremedeira, um friozinho na espinha ou a timidez te impeçam de fazer algo. Siga em frente tremendo, com medo e morrendo de vergonha mesmo! Nunca deixe que isso te paralise. Aguente firme e continue!

Diga sim!

Falamos muito a respeito da dificuldade em dizer “não”, mas quase ninguém se lembra de que em certos momentos também é difícil dizer “sim”. Pela sua felicidade, você precisa aprender a dizer sim, para não perder as oportunidades que a vida coloca na sua frente. Aceite o convite de um amigo para ir a um lugar que não conhece, vá a festa mesmo que não conheça ninguém, tope experimentar uma culinária diferente e e passe a ver tudo como oportunidade, mesmo que não saiba no que vai dar. Numa dessas, você pode conhecer alguém especial, se divertir e descobrir novos prazeres, graças a uma simples resposta positiva.

Fotos: 12



Curta o Desassossegada no Facebook para acompanhar todos os posts e novidades do blog!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Postado por Stephanie Gomes

Comente usando seu Facebook





3 Comentaram para “Torne-se um louco por viver!”


G
1. Jordana
03/12/2013 às 20:17

Post perfeito!!! Veio como o combustível que faltava! 🙂


G
2. Stephanie
03/12/2013 às 20:54

Jordana, que bom que você continua por aqui! Esse livro me ajudou a recuperar um pouco do ânimo que eu tinha perdido, é ótimo! Espero que esteja dando tudo certo com você!
Beijos!


G
3. Jordana
03/12/2013 às 23:51

Estou por aqui sempre! hehe 😉 Nossa, adorei a abordagem do livro! Assim que eu acabar a produção da monografia vou procurar esse livro, parece ser ótimo. E realmente… tbm estou precisando recuperar meu ânimo. Beijão!



Comentar

Nome:

Email:

Site/Blog: