20.01.14 • Em Mudanças, Reflexão

“São as nossas escolhas, Harry, que revelam o que realmente somos, muito mais do que as nossas qualidades.” (Harry Potter e a Pedra Filosofal)

Mudo de emprego para fazer o que amo ou fico no que paga mais? Faço uma viagem ou compro um carro? Jogo tudo pro alto ou permaneço seguro onde estou? Caso ou compro uma bicicleta?

A vida inteira você vai ter que lidar com uma infinidade de decisões que precisam ser tomadas. Se pensar bem, todos os dias você faz escolhas: fico na cama ou levanto pra trabalhar? Faço um almoço saudável ou como batata frita? Reclamo ou deixo pra lá? Todas essas pequenas escolhas que fazemos afetam nossa vida de alguma forma.

dois caminhos

Seria ótimo se a vida sempre nos mostrasse um seta indicando o melhor caminho a seguir, mas não é e nunca será assim. Existe muita complexidade por trás das escolhas de cada um, e é por isso que não é possível que alguém, além de você, diga o que é o melhor a ser feito. Tomar uma decisão importante é um processo solitário que pede muita reflexão, honestidade e coragem. Cada escolha exige questionamentos próprios, por isso não há como criar uma fórmula ou mapa que garanta que você decida pela melhor opção, porém, seguir alguns passos e estar ciente do que é inevitável pode ajudar muito a deixar suas ideias mais claras e amenizar as dificuldades que podem surgir:

Condiz com os meus valores?

Seus valores são tudo aquilo que você sabe que é essencial na sua vida para você ser feliz. Por exemplo, você pode ser uma pessoa que valoriza a família acima de tudo, necessita do afeto dos familiares e amigos e os quer sempre próximos. Neste caso, valeria a pena mudar-se para morar em um lugar longe deles? Ou talvez você seja alguém que faz questão de ter tempo para dedicar a si mesmo e a atividades que gosta e não se imagina sendo privado disso. Sendo assim, realmente te faria feliz trabalhar em um emprego em que você levará muito tempo no caminho, trabalhará aos finais de semana ou sabe que fará hora extra com frequência? Sempre que tiver que tomar uma decisão, analise se ela está de acordo com os seus verdadeiros valores, porque dificilmente será a escolha certa se te impedir de ter ou ser aquilo que é mais importante para você.

Medo x dúvida

São coisas diferentes. A dúvida surge quando você tem nas mãos duas opções com motivos que podem te fazer feliz e não sabe qual delas escolher. O medo aparece quando você já sabe qual a escolha certa, mas não consegue decidir porque se preocupa com as consequências e provavelmente acha que ficar onde está é mais seguro do que mudar. Se o seu caso é o primeiro, você precisa colocar na balança e medir o quanto os resultados de cada escolha têm em comum com quem você é e o que deseja. Por incrível que pareça, o segundo caso é bem menos complicado, afinal, você já tem a resposta nas suas mãos! Tudo o que precisa é de uma combinação de fé, pensamentos positivos e vontade. A coragem que você necessita para superar o medo surgirá como resultado da união destes três sentimentos dentro de você.

medo x duvida

Definitivo x temporário

Se a decisão que você precisa tomar é definitiva, é claro que você precisa ter muita certeza do que está escolhendo, então encontre algum tempo para dedicar-se a analisar cuidadosamente suas opções, não se apresse (mas também não se acomode), pense nos seus motivos e em como será sua vida depois da decisão tomada. Imagine-se dentro dela e veja como se sente. Já para decisões temporárias você pode ser mais maleável, porém, de certa forma, isso é perigoso porque você pode começar planejando a mudança como temporária, mas depois se acostumar com algo que não é exatamente o que quer e torná-la definitiva por acomodação. Por isso, neste caso, preocupe-se em fazer um planejamento e pergunte a si mesmo se você tem certeza que vai tomar a iniciativa quando for preciso mudar novamente.

Desestresse

Tomar decisões sob pressão e stress aumenta muito as chances de dar tudo errado, porque você não está em seu estado normal e acaba sendo influenciado pelas emoções negativas que está sentindo. Portanto, sempre que puder, evite decidir algo quando não estiver totalmente tranquilo e em paz. Se não estiver bem hoje, deixe para amanhã. Se não puder adiar tanto tempo, pelo menos dê uma volta, relaxe por alguns minutos, medite, respire fundo várias vezes, distraia-se com outra coisa e depois volte menos tenso ao que precisa fazer.

desestresse

A pergunta decisiva: você está feliz?

É a pergunta mais importante que você precisa fazer a si mesmo. Se a resposta for não, você já sabe o que fazer. Não hesite em mudar e buscar o que for necessário para você ser feliz, porque se você não está bem onde está, as coisas não irão se transformar sozinhas e tudo continuará do mesmo jeito se não partir de você a iniciativa de mudar. Não importa se será aos poucos ou de uma vez, mas escolha sair do lugar, faça algo que cause a mudança. A vida é muito curta para quem é feliz e longa demais para quem não é. Se você quer a felicidade e ainda não a tem, precisa procurar urgentemente por outros caminhos até encontrar um que faça com que sua vida seja tão leve que você não sinta o tempo passar. Isso é ser feliz.

Aceite a incerteza

Mesmo seguindo todas estas dicas, ouvindo seu coração e colocando a felicidade em primeiro lugar, o risco de arrependimento existe. Você pode fazer a escolha e depois perceber que não foi a melhor que poderia ter feito. É preciso ter isso claro, não para sentir medo, mas sim entender que você é um ser humano e, como todos os outros, pode errar. Aceite isso e não faça da incerteza um impedimento. Você vai fazer o que acredita que é melhor para você, e deve ter fé de que tudo vai dar certo, mas sabendo que, se não der, não é o fim do mundo. A única certeza que temos é a morte, o resto não sabemos. Não dá pra passar a vida inteira fazendo apenas aquilo que é garantido. Tudo pode dar certo e pode dar errado. Foque os seus pensamentos na primeira possibilidade: pode dar certo. A incerteza sempre vai existir na tomada de uma decisão importante, então apenas aceite a sua inevitável existência e não deixe que ela afete sua decisão.

Fotos: 123



Curta o Desassossegada no Facebook para acompanhar todos os posts e novidades do blog!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Postado por Stephanie Gomes

Comente usando seu Facebook





3 Comentaram para “Como fazer as escolhas certas em qualquer área da sua vida”


G
1. Bruna
20/01/2014 às 11:23

Adorei essa sua reflexão. No final das contas, a decisão de ser feliz é totalmente nossa. Por mais que avaliemos todos os prós e contras, por mais que as pessoas nos ajudem de alguma maneira, no final é a gente com a gente mesma. O ideal é que estejamos sempre nos aprimorando no autoconhecimento. A cada dia passando a nos conhecer melhor, pois assim, tomaremos as decisões mais certas no momento necessário!

Abraço!


G
2. Stephanie
21/01/2014 às 07:13

Se eu for resumir em poucas palavras o que escrevo aqui no blog, seria exatamente isso: ser feliz ou não está nas suas mãos! Tudo é escolha!

Obrigada pelo comentário, Bruna!

Beijos


G
3. Rafaela Procópio
06/06/2017 às 01:43

Não sei explicar o quanto você me ajudou a organizar minhas ideias. Anotei várias frases do seu texto para levar para a VIDA. Vou seguindo e sempre levarei comigo a ideia de que “PODE DAR CERTO”! Obrigada.



Comentar

Nome:

Email:

Site/Blog: