30.05.16 • Em Autoconhecimento, Reflexão

Com frequência recebo comentários, emails e mensagens de leitores do blog dizendo que sou iluminada, especial, única e muitos outros elogios que me enchem de alegria e gratidão por ter construído um espaço que transmite coisas boas e atrai tantas pessoas maravilhosas e positivas para a minha vida.

Porém, algumas vezes já me vi pensando: eu acho que faço um trabalho incrível aqui no blog, sim. Me orgulho dele. Mas não quero que as pessoas achem que sou um ser humano “à parte”, totalmente diferente das outras pessoas, mais iluminada ou mais especial do que os outros. Porque eu sou comum. Acordo seis da manhã todos os dias, pego ônibus e metrô lotados, trabalho o dia todo de segunda a sexta, sinto cansaço, sinto angústia, sinto raiva, sinto medo, tenho dificuldades, tenho preguiça, me descuido, cometo erros…

Já houve um tempo em que eu ficava meio desconfortável e envergonhada por receber esses elogios, por achar que “não sou tudo isso” e que talvez eu estivesse passando aqui uma ideia de que sou perfeita e faço tudo certo. Eu não sou perfeita e não faço tudo certo. Às vezes me falta gentileza. Às vezes não consigo conter os meus pensamentos negativos. Nem sempre me olho no espelho e gosto do que vejo. Tenho dias em que desconto minha angústia na comida. Acordo de mau humor. Duvido das minhas capacidades. E não tem nada de especial, bonito e iluminado nisso. Assim como qualquer outra pessoa, sou comum.

Comum

O estado do meu cabelo enquanto escrevo esse post. Eu exagerando na comida. Eu tentando tirar uma foto bonita dando estrelinha (e não conseguindo). Sou comum.

Isso me causou muitas dúvidas por um tempo, por achar que não estava sendo verdadeira aqui. Só consegui ficar em paz quando comecei a entender que havia um outro lado: eu estou buscando descobrir o que posso fazer para ser uma pessoa melhor. Estou aplicando aquilo que aprendo. Estou fazendo algo para tornar o mundo melhor. Eu transmito coisas boas e incentivo positivamente as pessoas. Estou lidando melhor com a minha timidez e enfrentando meus medos. Há quase três anos escrevo e falo sobre meus aprendizados para compartilhar com as pessoas as coisas mais interessantes que descubro sobre a vida. Então tem sim algo de especial em mim. Eu tenho sim uma luz, algo que me torna única.

Sou comum, mas ao mesmo tempo, sou extraordinária.

E você também é. Todos nós somos tão comuns quanto somos extraordinários.

A partir do momento em que entendi isso, passei a aceitar esses meus dois lados e perceber que é possível que ambos existam em harmonia. Não preciso esconder que sou extraordinária por medo de estar enganando alguém ou a mim mesma. E não preciso abandonar aquilo que é comum em mim para ser uma pessoa incrível, iluminada, boa, especial. Posso ser as duas coisas ao mesmo tempo. Eu sou extraordinária e também sou comum. Tenho qualidades admiráveis e características não tão agradáveis. Tenho capacidades e dificuldades. Sou grande e sou pequena. Sou frágil e sou forte. Sei que sou incrível e sei que também sou uma pessoa comum, como qualquer outra.

extra2

Eu impressionada com tanta beleza. Eu enfrentando meu medo de falar em frente à câmera. Eu realizando meu maior sonho. Sou extraordinária.

Estou falando tudo isso porque quero que você leve essa reflexão para dentro de você. Toda vez que você se achar pequeno, simples ou comum demais para algo, saiba que sim, você é comum. Mas se seu coração está pedindo que você seja extraordinário, você pode ser. Está aí dentro. Aceite que você é comum e ao, mesmo tempo, desperte e use o seu lado incrível, único e especial. Acenda sua luz e vá em frente.

“Mas eu sou só uma pessoa comum…”. Sim, você é! Eu também! Mas também somos pessoas extraordinárias! Estas duas características cabem dentro de uma pessoa, uma não exclui a outra.

Nós somos comuns porque somos seres humanos e temos problemas parecidos. Mas somos extraordinários porque somos diferentes em muitos aspectos, temos particularidades únicas, belas e incríveis, e cada um de nós usa suas particularidades de uma forma, produzindo um resultado único.

Somos comuns porque muitas vezes sentimos o que outras pessoas sentem e fazemos o que outras pessoas fazem, mas somos extraordinários porque ninguém mais emana uma energia igual a nossa, ninguém no universo está emanando a vibração que você emana.

Reflita sobre isso, traga essa verdade para a sua consciência, e muitas das suas dúvidas, medos e problemas de autoestima e aceitação vão se diluir. Foi graças a esse entendimento que eu deixei de ter vergonha de mostrar que sou extraordinária. E também foi graças a isso que perdi o medo de ser comum.

Acho importante dizer que, se fizermos essa reflexão através dos olhos do ego, cairemos na armadilha de enxergar o nosso lado comum como inferioridade e nosso lado extraordinário como superioridade. Deixe o ego de lado para fazer essa reflexão. Pense através do amor. A ideia não é se comparar a ninguém, e sim buscar a sua luz, seu amor-próprio e a sua aceitação.

Curta o Desassossegada no Facebook para acompanhar todos os posts e novidades do blog!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Postado por Stephanie Gomes

Comente usando seu Facebook





20 Comentaram para “Comuns e extraordinários”


G
1. janaina
30/05/2016 às 09:38

estou te escrevendo do meu local de trabalho ainda ñ tenho internet em casa, e o que acabei de ler é uma resposta as minhas aflições nesse lugar em que ha muita competição e as pessoas estão mais para adversarios do que companheiros de trabalho.quero da minha parte mudar. e suas palavras me ajudaram. Obgd!


G
2. Rozeane
30/05/2016 às 13:26

Estou feliz em poder ler este texto. Emocionada por identificar-me com essas palavras que certamente farão sentido em muitos momentos
na minha vida.
Parabéns por esta sensibilidade extraordinária!


G
3. Stephanie
30/05/2016 às 20:29

E eu estou feliz em receber um comentário como o seu, Rozeane! Espero que o que absorveu do texto te traga muitas coisas boas.

Muito obrigada pelo carinho!


G
4. Stephanie
30/05/2016 às 20:31

Oi Janaina! Obrigada por tirar um tempinho para deixar um comentário aqui.

Acredite, eu entendo muito bem o que você diz…

Espero que as coisas melhorem! Conte comigo para crescermos juntas.

Beijos!


G
5. Ohara
30/05/2016 às 21:01

Adorei o post!
Ei, vou aproveitar pra te fazer uma pergunta, será que tem como ter um dia ótimo e esquecer que o dia anterior foi um dia ruim?
Bjoooos!


G
6. Ina
31/05/2016 às 08:02

Olá Stephanie, em primeiro lugar agradeço imensamente pelo seu blog, confesso que chego no trabalho todo dia ansiosa por mais um post.
E ontem ao ler esse foi um balsamo para minha alma angustiada, pelos mesmos motivos da Janaína, trabalhar com pessoas não é o exercício mais fácil do mundo. Uns querendo se aparecer mais que os outros e excluindo quem não faz tanta questão disso… mentiras, fofocas, brincadeiras que magoam.
Mas enfim, muito boa sua reflexão, e tenha certeza que ajudou e fez bem para muita gente, foi extraordinária.
Beijos e excelente semana.


G
7. André Morais
31/05/2016 às 21:51

Oi Stephanie! Pra ser bem sincero, ontem estava me sentindo a pior das criaturas rs, simplesmente por preguiça de realizar as tarefas as quais eu havia me programado. E claro isso não vem do nada, na verdade sempre há um motivo (ando chateado com meu trabalho); por outro lado, eu sei que o motivo em si (apesar de existir e ser algo que eu não possa delegar) por ora não é o mais importante aqui. A questão é – eu me ‘permiti’ ficar assim, respeitei que naquele momento eu precisava de um tempo até de mim rs. Nessas horas eu até evito interagir muito com quem está próximo, já para evitar ser deselegante ou algo do tipo. Aí despretensiosamente, entro aqui no blog e me deparo com um texto bacana desses; li até em voz alta, porque de verdade era algo que eu precisava ouvir. Apesar de ter um autoconhecimento bem mais concreto hoje do que anos atrás, eu não preciso ser ‘extraordinário’ sempre, e todos nós temos momentos bons e ruins, simples assim.

ps. outro dia você me perguntou sobre a leitura do livro Grande Magia, então, estou quase terminando e gostando muuuuito! :)

Abração!


G
8. Stephanie
01/06/2016 às 07:17

Oi Ina! Que bom que o texto te ajudou de alguma forma. Como falei para a Janaína, sei bem como é difícil lidar com pessoas no trabalho… mas vamos trabalhando nosso interior e nossa inteligência emocional para que saibamos lidar com isso da melhor forma possível.

Obrigada pelo carinho, querida! Apareça mais vezes por aqui :)


G
9. Ticiana Paixão
01/06/2016 às 11:29

Oi Flor !! Mais uma vez aqui comentando, e olha que não sou de comentar em blogs, mas me identifico muito com sua busca pela facilidade e paz, pelo menos é isso que eu enxergo em seus textos. Parabéns pela simplicidade e carinho que você leva o seu leitor a refletir…
Hoje me sinto mais especial !!!

Criei um blog a pouco tempo, se quiser conhece-lo ficaria muito feliz, pois você é uma das poucas inspirações que tenho nesse mundo de blog.
Meu blog é http://www.vivercompouco.com falo um pouco sobre sentimentos e principalmente como ser feliz sem ter que gastar muito pra isso.

Beijos


G
10. Jéssica
01/06/2016 às 13:02

Olá Stephanie,

Já leio seu blog há um tempinho mas hoje vim aqui pra comentar!
Agradeço imensamente por compartilhar tudo o que já nos mostrou até hoje e com esse post não foi diferente.
Acredito que todos nós temos a nossa missão aqui na Terra e todos viemos com qualidades a serem fortificadas e defeitos a serem melhorados. Uma vez que temos essa consciência, que fazemos essa reflexão de cada característica nossa, fica mais fácil de lidar com todas as coisas que aparecem no nosso caminho. Aceitando-as como um desafio para nossa evolução. Somos todos únicos sim, igual você disse e essa é a beleza da vida! =)
Continue com o blog, ele é demais!
Sinta se abraçada :)


G
11. Stephanie
01/06/2016 às 21:27

Oi Ticiana! Obrigada pelo carinho, que bom que fiz você se sentir especial!!!

Já conheço seu blog e seus posts são muito bons! Gosto muito desse tema :)

Beijos!


G
12. Stephanie
01/06/2016 às 21:27

Ohara, com certeza! Isso é viver o momento presente! Já leu o livro ” O Poder do Agora”?


G
13. Larissa
02/06/2016 às 09:18

Olá Stephanie!!! Passando aqui para te dar os parabéns e pra lhe falar que te acompanho a muito tempo e seus textos me inspiram e eu encaminho seus pots para várias pessoas e todas amam e são incentivadas a ser feliz.

Obrigada por sempre ser Luz

Beijinhos de luz para você


G
14. Stephanie
02/06/2016 às 19:42

Oi Jéssica! Que lindo o que você escreveu <3 perfeita descrição de autoconhecimento!

Sinta-se abraçada também!

Beijos


G
15. Stephanie
02/06/2016 às 19:49

Oi André!

Essas situações são importantes para a nossa evolução, para olharmos o que é que está nos deixando assim e fazermos mudanças positivas. Que bom que você conseguiu se permitir! É muito melhor do que ficar brigando com você mesmo, não é? E que bom que algo te trouxe até aqui nesse momento e isso te fez bem, fico tão feliz quando o universo manda os leitores pra cá quando eles estão precisando daquilo que eu escrevi, fico tão feliz quando recebo mensagens dizendo que eu escrevi aquilo que aquela pessoa precisava… me sinto conectada com as pessoas extraordinárias que entram aqui :)

A Grande Magia é maravilhoso, né?! Esse livro veio no momento certo pra minha vida e me transformou muito!

Beijos!


G
16. Stephanie
02/06/2016 às 19:59

Oi Larissa! Obrigada pelo carinho e por compartilhar <3

Agradeço por deixar um pouquinho da sua luz aqui para mim :)

Beijos!


G
17. Erica Domingos
03/06/2016 às 09:22

Oi Stephanie, comecei a ler seu blog na semana passada e estou muito impressionada com sua naturalidade para escrita e com o modo como você inspira as pessoas. Parabéns!
Neste post você mostrou coerência com todos os pensamentos que você compartilha com a gente aqui, além de mostrar que está com os pés no chão pra seguir na busca do seu desenvolvimento pessoal. Isso me inspirou muito!
Obrigada e tenha um fim de semana lindo!


G
18. Stephanie
05/06/2016 às 14:55

Oi Erica! Que coisa boa receber um elogio desses, obrigada!

Escrevi esse post com muito carinho e coloquei nele toda a minha verdade, que bom que consegui passar coisas boas com a você e a outras pessoas com isso :)

Beijos!


G
19. Sheyla - DMulheres
14/06/2016 às 15:04

Oi, Stephanie
Li vários posts seus e estou encantada, vc fala com tanta prioridade e simplicidade. Estou passando por uma fase bem difícil e se conhecer , acho que é a melhor pedida! Obrigada!


G
20. Stephanie
15/06/2016 às 20:45

Oi Sheyla!

Que coisa boa!! Sem dúvida, o autoconhecimento é fundamental para encontrarmos novos caminhos e soluções. Espero conseguir te ajudar de alguma forma com o que escrevo e falo aqui no blog :)



Comentar

Nome:

Email:

Site/Blog: