16.11.16 • Em Autoconhecimento

Crenças limitantes são falsas certezas que nós temos sobre diversos assuntos que envolvem a nossa vida – certezas estas que quase sempre provêm de fontes incertas, já que são pouquíssimas as coisas das quais podemos ter certeza. Apesar de não ser possível determinar a maioria coisas com total convicção, nos agarramos às nossas crenças como se elas fossem a única verdade possível.

Nossas crenças formam o filtro pelo qual olhamos para o mundo, para as pessoas, para nós mesmos, para os nosso problemas, para as nossas bençãos, para a nossa situação emocional e financeira… para tudo! A partir das nossas crenças, acreditamos (consciente ou inconscientemente) que as coisas só podem ser de uma determinada maneira, então nos fechamos para diferentes possibilidades e todas as nossas ações são escolhidas com base em um limite.

Antes de começar a estudar sobre comportamento e desenvolvimento pessoal, eu achava que crenças eram sinônimo de religião. Hoje sei que elas vão muito além disso e exercem um poder gigantesco sobre quem somos, o que fazemos, o que pensamos, o que escolhemos, o que acreditamos e o que entendemos sobre cada coisa que vemos, ouvimos e sentimos.

Ou seja: nossas crenças controlam nossa vida.

5 atitudes que vão transformar as suas crenças limitantes

As suas crenças, as minhas crenças e as crenças de todas as pessoas estão sendo formadas desde o nosso primeiro dia de vida. Pelas palavras e o tratamento que nossos pais nos ofereceram. Pelas escolhas que nós fizemos. Pela forma como lidamos com a nossa personalidade. Pelo que nos foi mostrado e dito. Pelos nossos desejos realizados ou não. Pelo que vimos outras pessoas fazendo. Pelo que aprendemos na escola, na faculdade e na vida. Pelos relacionamentos que vivemos. Pelas oportunidades que aceitamos e pelas que rejeitamos… Nós pegamos cada uma dessas coisas e determinamos uma certeza sobre a área em que aquilo se encaixa, como se essa fosse a única possibilidade que existe.

Tudo o que nós olhamos, ouvimos, sentimos, escolhemos, recebemos, aprendemos e vivenciamos durante toda a nossa vida formou as crenças que temos hoje. Mais do que isso: formou a vida que vivemos hoje. Não só porque as crenças formam pensamentos mas também porque é a partir delas que escolhemos as nossas ações.

Isso te assusta? O que essa informação faz você sentir?

Se a sensação não é tão boa, relaxe. Tudo isso te trouxe até aqui, e esse é o momento de você tomar consciência de que crenças podem mudar, assim como a vida. Novas crenças podem surgir e as antigas crenças podem se transformar totalmente. Assim como a vida.

Eu demorei para conseguir começar a perceber e acessar as minhas crenças, principalmente aquelas que mais me causavam problemas. Na verdade, acho que ainda estou no início do caminho, mas sei que já dei alguns passos. Não é um processo tão simples. O caminho, para mim, foi baseado em muitas leituras, reflexões, meditação, auto-observação e, principalmente, paciência. Paciência para aceitar que o processo não começa num dia e finaliza no outro. Para não desistir de me autoconhecer quando eu olhava para dentro de mim e não entendia nada. Para conseguir aos poucos admitir para mim mesma que um problema pelo qual eu culpava outra pessoa, na verdade tinha origem em mim.

5 atitudes que vão transformar as suas crenças limitantes

Existem várias técnicas que atuam na transformação de crenças e podem ser procuradas por quem busca uma mudança interna (e, consequentemente, externa): a PNL (Programação Neurolinguística), o Theta Healing, o EFT, o coaching, o Ho’oponopono e várias outras terapias. Recomendo muito que você procure uma técnica com a qual se identifique, se tiver essa possibilidade. Mas aqui resolvi falar sobre cinco atitudes que você pode começar agora mesmo a praticar sozinho. São ações que eu apliquei e aplico na minha vida e descobri que são muito eficientes para trabalhar crenças:

Consciência

Consciência é a palavra. Ter consciência de si mesmo, dos seus pensamentos, das suas emoções e das suas crenças é fundamental para qualquer processo de transformação. Mas calma, não é porque você não compreende algumas coisas que está tudo perdido. Entrando no processo de buscar essa consciência você já se torna consciente, pois não está mais simplesmente sendo levado. Você está consciente da vida, você observa a vida, sabe que a vida existe.

Ser consciente não significa fazer tudo certo ou compreender todas as coisas, mas sim enxergar aquilo que É. Você é o que é. Suas emoções são o que são. Seus pensamentos são o que são. O momento presente é o que é. Isso é consciência. Sem ela, dificilmente você conseguirá realizar uma grande mudança interna.

Substituir limites por possibilidades

Pode ser um pouco difícil no início para uma mente cheia de limites, mas insista. Procure possibilidades, vasculhe sua mente à procura de ideias, desperte sua fé, abra seu coração, quebre seus preconceitos e encontre meios que te ajudem a ampliar os seus horizontes, como um livro, um curso, uma música, uma terapia, um exercício, um hobby, uma pessoa inspiradora com quem você pode conversar… saia desse lugar cercado de limitações chamado “zona de conforto” e permita-se ver que a vida vai muito além do que você pode ver de dentro da sua caixinha.

Toda vez que ouvir uma voz interna te dizendo que há um limite, contraponha-a com uma possibilidade. Não precisa nem ser uma possibilidade concreta, muitas vezes apenas se permitir acreditar que você pode encontrar uma alternativa já vai fazer com a sua crença limitante comece a se diluir.

Viver novidades

Novas experiências, novas sensações, novos lugares, novos ídolos, novos interesses, novas pessoas, novas informações, novos desafios… o novo tem o poder de ampliar nossos horizontes e agitar o nosso interior de uma forma que a nossa rotina e aquelas coisas que já conhecemos não conseguem. E esse movimento interno pode nos levar a novas reflexões, novas perspectivas, novos pensamentos, novas ações… Se você se sente preso às suas crenças e acha extremamente difícil mudar o que acontece dentro de você apenas trabalhando com a mente, mude de estratégia: pare de brigar com seus pensamentos e experimente investir em novas experiências.

Mudar as fontes de informação

Você sente que sua vida anda estagnada, com escassez, problemas que se repetem e poucos resultados positivos? Sabemos que a fonte de tudo isso está dentro de você, mas é possível que o externo esteja influenciando o que acontece no interno, então você pode começar por aí. Uma das coisas que nos afeta profundamente são as informações que recebemos diariamente. Observe se o que você anda lendo, assistindo e ouvindo não vibra um tipo de negatividade que tem relação com o que vem acontecendo na sua vida. Que tal fazer uma limpeza nessas fontes?

Não se prender a verdades únicas

“Não duvide de nada, mas não acredite em tudo”. Esteja aberto a ouvir, a aceitar, a compreender, a se informar, a conhecer. Mas não acredite em tudo o que as pessoas, a televisão, a sua mente e outras fontes te disserem que é a única verdade possível. Questione, reflita, amplie a questão. Se não conseguir encontrar uma resposta, não tem problema, deixe em aberto. Apenas não se limite e não se agarre com tanta força a uma certeza.

Curta o Desassossegada no Facebook para acompanhar todos os posts e novidades do blog!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Postado por Stephanie Gomes

Comente usando seu Facebook





2 Comentaram para “5 atitudes para transformar as suas crenças limitantes”


G
1. susany oliveira
20/11/2016 às 11:36

Amo seus posts, me ajudam bastante, eles sempre vem na hora certa ;)

http://susanybatoli.blogspot.com.br/


G
2. Stephanie
21/11/2016 às 19:52

Que coisa boa, Susany <3



Comentar

Nome:

Email:

Site/Blog: